Weekend O poder cósmico da alta relojoaria

O poder cósmico da alta relojoaria

Há mais de século e meio que a Girard-Perregaux vai desafiando a gravidade terrestre, colocando nos seus relógios o domínio de movimentos de alta precisão
O poder cósmico da alta relojoaria
Fernando Sobral 24 de junho de 2017 às 11:00
Há relógios fascinantes. E o Planetarium Tri-Axial da Girard-Perregaux é um deles. Este turbilhão, dotado de alta velocidade, inclui complicações tentadoras: um globo terrestre giratório com indicação de dia/noite e uma fase da lua de grande precisão. Trata-se de uma peça de alta relojoaria extremamente atraente, com uma arquitectura complexa. Há mais de século e meio que a marca vai desafiando a gravidade terrestre, até porque coloca nos seus relógios o domínio de movimentos de alta precisão. Este Planetarium, um turbilhão triaxial, demonstra uma grande perícia técnica fruto de um grande trabalho artesanal. No fundo, representa todo o universo da Girard-Perregaux.

O turbilhão, o dispositivo que compensa os efeitos da gravidade terrestre num relógio mecânico, é uma grande especialidade da marca. Em 2014, a manufactura já havia concebido uma versão inovadora do Turbilhão Tri-axial e antes já tinha surpreendido com versões do turbilhão bi-axial. Como o nome indica, este turbilhão de alta velocidade evolui sobre três eixos de rotação em vez de um único. Com um peso mínimo (1,24 gramas), este mecanismo de 140 peças inclui, por exemplo, uma estrutura que realiza uma volta em 30 segundos sobre um segundo eixo. 

A caixa tem 48 mm de diâmetro e está feita em ouro rosa e inclui todas as características típicas da Girard-Perregaux. É hermético até 30 metros. O fundo transparente e a abertura lateral permitem a entrada de luz e oferecem uma visão perfeita deste mecanismo complexo. O relógio é animado por um calibre de corda manual de manufactura GPO9310-0001, oferece as funções horas, minutos, fases da lua e indicador dia/noite e possui uma reserva de marcha de 70 horas. Trata-se de mais um produto simbólico da marca suíça cujas origens remontam a 1791, e cujas obras se tornaram lendárias, como o Turbilhão Three Bridges, que foi apresentado por Constant Girard em 1889 na Exposição Universal de Paris.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub