Automóveis Renault Koleos: Renascido

Renault Koleos: Renascido

O agora renascido Renault Koleos promete fazer frente à forte concorrência do segmento. Chega este mês ao nosso país, paga Classe 1, com Via Verde, e os preços começam nos 41.250€.
Adriano Oliveira 22 de julho de 2017 às 16:00
Características

49.500€

Renault Koleos Initiale Paris

Motor: dianteiro transversal, ferro/alumínio, gasóleo, injecção directa "common-rail", 4 cilindros em linha, 16 válvulas, turbo de geometria variável, intercooler, start/stop.
Cilindrada: 1.995 cc.
Potência: 175 cv às 3.750 rpm.
Binário: 380 Nm das 2.000-3.000 rpm.
Velocidade máxima: 196 km/h.
Aceleração: 9,3s 0-100 km/h.
Tracção: dianteira.
Transmissão: X-Tronic (variação contínua) 7 velocidades.
Consumo misto: 5,4l/100 km.
Consumo urbano: 5,8l/100 km.
Consumo extra-urbano: 5,2l/100 km.
Emissões CO2: 143 g/km (Euro VI).

Outras versões:
- Zen 41.250€
- Intens 44.000€.


A segunda geração do Renault Koleos pouco ou nada tem que ver com a anterior, sendo até estranho que se mantenha a designação quando a transformação do novo modelo é tão radical que passa a ser o maior da gama SUV da marca francesa.

Efectivamente, o renascido Renault Koleos cresceu não só em tamanho como nas pretensões, pois tem a ambição, legítima, de bater-se de igual para igual com os seus mais directos concorrentes, apostando para isso tanto na aparência, forte e robusta, como nos elevados níveis de conforto e, sobretudo, de habitabilidade, que se traduzem, por exemplo, no amplo espaço para as pernas disponível nos lugares traseiros.

Depois, a acessibilidade ao interior beneficia da ampla abertura das portas, com ângulos de 70 e 77 graus, à frente e atrás, respectivamente. Os bancos, muito confortáveis, dispõem de aquecimento e ventilação à frente e só aquecimento atrás. Pontos fortes do novo Koleos é a capacidade da bagageira, que em configuração normal atinge os 579 litros (831 l até ao tecto e 1.795 l com os bancos traseiros rebatidos).

No interior salta à vista, integrado no painel de bordo, o ecrã de 8,7 polegadas, através do qual o condutor obtém toda a informação necessária, desde a navegação GPS com visualização realista e representação dos edifícios em 3D, aos mais variados dados como a velocidade, regime do motor, consumo, etc. Tal como em outros modelos da marca, equipados com este tablet R-Link 2, o sistema é compatível com a Apple CarPlay e com o Android Auto.

Do ponto de vista estético, as semelhanças com o Renault Talisman são evidentes, não tivessem saído ambos da mão do mesmo responsável. Na frente, dominada pela grande grelha, ressaltam os novos faróis "full" LED com a reconhecida assinatura em "C", enquanto na traseira as luzes vão de lado a lado.

Quanto a motores, a opção recai em dois turbodiesel, de 16 e 2.0 litros, debitando potências de 130 e 175 cv, respectivamente. Porém, no nosso país vai estar disponível só a variante mais potente e na versão de duas rodas motrizes. É a forma de contornar o problema da taxação nas auto-estradas, já que com Via Verde paga Classe 1, o mesmo não podendo acontecer com outra motorização, nem com as versões 4x4.

Para beneficiar da Classe 1, é necessário que o peso bruto ultrapasse os 2.300 kg, o que não sucede com as outras opções. Mais, a versão de 175 cv e tracção dianteira só está disponível com a caixa de variação contínua X-Tronic, de sete velocidades.


Destaques

Produzido na Coreia do Sul, o Renault Koleos quer afirmar-se num segmento deveras competitivo.

Informação e conectividade
À semelhança do Talisman, o painel de bordo da versão Initiale Paris exibe um grande ecrã de 8,7 polegadas, em posição vertical (ou horizontal de 7 polegadas nos níveis Zen e Intens), através do qual o condutor obtém toda a informação necessária, da navegação à conectividade.

Confortável em qualquer situação
Assumindo-se como um modelo ideal para ser utilizado tanto em fora-de-estrada como nas deslocações em centros urbanos, o novo Koleos tem no conforto uma das suas armas, como podemos confirmar nos diferentes percursos realizados nos arredores de Helsínquia.

Negócios em Helsínquia, a convite da Renault





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub