Automóveis Salão Internacional de Hanôver: Visão do Futuro

Salão Internacional de Hanôver: Visão do Futuro

Como não só de automóveis ligeiros de passageiros vivem as marcas, a Mercedes-Benz exibiu em Hanôver as suas novidades comerciais, camiões e autocarros.
Adriano Oliveira 08 de outubro de 2016 às 14:10
A condução autónoma, a propulsão eléctrica e a conectividade são algumas das apostas da Mercedes-Benz, num futuro muito próximo, para os seus veículos comerciais, bem como camiões e autocarros.

A visão do que isso poderá ser a breve prazo deu-a a conhecer no recente Salão Internacional de Hanôver, que decorreu nesta cidade alemã, com a revelação de protótipos que começam a ganhar formas definitivas e traduzem o que de mais avançado se está a fazer no sentido de facilitar a vida aos profissionais e aumentar a rendibilidade às empresas que apostarem nessas inovações, seja no transporte de mercadorias em longas distâncias, seja na distribuição das mesmas em percursos mais curtos, mas também com notórias vantagens para o meio ambiente.

Um dos protótipos exibidos, com um design revolucionário, é o Mercedes-Benz Urban eTruck, que pretende ser a resposta mais adequada aos problemas que se colocam hoje em dia em termos de qualidade do ar, nível de ruído e restrições à entrada nas cidades. Destinado ao transporte silencioso e limpo na distribuição de mercadorias, numa demonstração de quão desenvolvida está a condução totalmente eléctrica no segmento dos pesados, o equipamento básico do Urban eTruck inclui uma bateria de três módulos cuja autonomia é de cerca de 200km, o suficiente para trajectos de um dia no segmento da distribuição.

Mas a ambição da marca alemã vai um pouco mais além, propondo revolucionar o serviço de entrega de encomendas num raio mais restrito através do Mercedes-Benz Vision Van, o primeiro transporte do mundo a constituir um conceito completo para uma cadeia de processos totalmente interligados por meio digital, desde o centro de triagem até ao destinatário. Isto é, o Vision Van dispõe de um compartimento de carga todo automatizado, "drones" integrados para entrega autónoma pelo ar e um moderno comando por "joystick".

Por outro lado, como a propulsão eléctrica funciona praticamente sem ruído, isso deixa antever a possibilidade das entregas serem efectuadas a horas tardias mesmo em áreas residenciais na opção "Same Day Delivery" (entrega no mesmo dia).

Esta visão do futuro complementa-se com o transporte de pessoas através do Mercedes-Benz Future Bus com CityPilot. Trata-se de autocarro urbano de condução semi-automatizada cuja tecnologia CityPilot consegue reconhecer semáforos e comunicar com os mesmos, passando com segurança em cruzamentos com sinalização luminosa.

Por outro lado, também consegue identificar obstáculos e, sobretudo, peões na faixa de rodagem, travando automaticamente.

Mediante ligação com os semáforos, o autocarro influencia a mudança dos mesmos, criando uma "onda verde". Por seu lado, os semáforos também comunicam com o autocarro e indicam quando vão mudar, o que permite ajustar a velocidade às circunstâncias, de acordo com essa indicação. O resultado é uma condução extremamente eficiente e fluida que permite diminuir o consumo de combustível e as emissões de CO2.

São soluções que parecem utópicas mas que já existem, ainda que apenas em fase experimental, e por certo irão contribuir para uma maior eficiência e para mais segurança e conforto no transporte de pessoas e mercadorias. 

Negócios em Hanôver, a convite da Mercedes-Benz





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub