Automóveis SEAT Ibiza: Ofensiva catalã

SEAT Ibiza: Ofensiva catalã

O novo SEAT Ibiza chega ao nosso mercado em Junho: estilo mais moderno e dinâmico, habitabilidade e equipamento em alta, promete continuar a carreira de sucesso das anteriores gerações.
Adriano Oliveira 27 de maio de 2017 às 16:00
19.783€

SEAT Ibiza 1.0 TSI 115 CV FR

Motor: dianteiro transversal, alumínio, gasolina, 3 cilindros em linha, 12 válvulas, injecção directa, turbo, intercooler, 'start/stop'.
Cilindrada: 999 cc.
Potência: 115 cv (5.000-5.500 rpm).
Binário: 200 Nm (2.000-3.500 rpm).
Velocidade máxima: 195 km/h.
Aceleração: 9,3s dos 0-100 km/h.
Tracção: dianteira.
Transmissão: manual de 6 velocidades.
Consumo misto: 4,7l/100 km.
Consumo urbano: 5,8l/100 km.
Emissões de CO2: 108 g/km (Euro VI).


O novo Ibiza, o quinto da série, que chega ao mercado nacional em Junho, traz consigo todos os ingredientes para ser bem-sucedido.

Com um estilo inspirado no Leon (de frente, os dois confundem-se) e um aspecto moderno e dinâmico, o novo Ibiza está baseado na nova plataforma MBQ A0 do grupo Volkswagen, que será partilhada também pelo futuro VW Polo e pelo próximo Audi A1. A SEAT é, assim, a primeira marca do grupo a beneficiar deste elemento fundamental, o que é facilmente verificável desde os primeiros quilómetros de condução.

Na apresentação dinâmica em Barcelona, conduzimos as variantes do bloco 1.0 TSI de 95 e 115 cv, acoplados, respectivamente, a caixas de cinco e seis velocidades. O bloco de 115 cv também está disponível com caixa DSG de sete relações.

Ao volante, o novo Ibiza está a léguas dos anteriores modelos em todos os sentidos: no conforto e na suavidade de andamento em estrada e na cidade. Graças à nova plataforma e às melhorias introduzidas na suspensão, o Ibiza é preciso nas trajectórias, conduz-se com facilidade e não desiste quando o ritmo acelera. A consistência agradável da direcção e o comando da caixa de velocidades participam no prazer de condução.

Nas dimensões, o Ibiza é ligeiramente mais curto, mas a largura e a distância entre eixos aumentou, o que beneficiou a habitabilidade, uma das melhores do segmento, e a capacidade da bagageira para os 355 litros, um valor de referência.

No lançamento, o Ibiza estará disponível com o tricilíndrico a gasolina 1.0 litro TSI, com turbocompressor, intercooler e injecção directa, em dois níveis de potência, 95 e 115 cv. No final do ano, chegará o motor mais potente a gasolina, o novo 1.5 TSI de quatro cilindros e 150 cv. E no início de 2018 será a vez do bloco a gasóleo 1.6 TDI, igualmente com duas potências, 95 e 115 cv. Versões Cupra e de três portas não há!

Os preços vão dos 15.355 euros aos 23.894 euros e a gama articula-se em torno dos níveis de acabamento Reference, Style, XCellence (mais exclusivo e luxuoso) e FR (mais desportivo e distinto). O 1.5 TSI é proposto apenas no nível FR (22.693€). O equipamento comum a toda a gama é extenso e inclui, entre outros, controlo de pressão de pneus, monitorização da condução, computador de bordo e ajuda ao arranque em subidas. Os níveis XCellence e o FR são, no entanto, os mais atractivos: ar condicionado, ecrã táctil, acesso mãos livres, perfil de condução, sensores de estacionamento, revestimentos interiores de melhor qualidade, etc.

Destaques

Os resultados da SEAT somaram 143 milhões de lucros operacionais em 2016, o que acontece pela primeira vez.

Portugueses gostam do Ibiza
Com 33 anos de vida, quatro gerações e 5.4 milhões de unidades vendidas, o SEAT Ibiza é o modelo mais conhecido e de maior sucesso do construtor espanhol. E os portugueses apreciam-no: 240 mil variantes foram introduzidas no nosso país desde 1975.

Novas tecnologias
Em termos de novas tecnologias, o Ibiza recebe um ecrã táctil de 8 polegadas e a conectividade Full Link. É o único carro 100% conectado graças a três opções: Apple Car Play, Android Auto e Mirror Link. Inclui carregador de telemóveis por indução com amplificador de sinal GS.


Negócios em Barcelona, a convite da SEAT



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub