Automóveis Skoda Kodiaq: O urso checo

Skoda Kodiaq: O urso checo

Carroçaria tipo todo-o-terreno, tracção integral ou às rodas dianteiras, cinco ou sete lugares, o Kodiaq é um modelo completamente novo e o primeiro deste tipo da Skoda.
Adriano Oliveira 10 de dezembro de 2016 às 15:00
Características

€ n.d.

Skoda Kodiaq 2.0 TDI 190cv DSG, 4x4, 7 lugares
Motor: dianteiro transversal, gasóleo, ferro/alumínio, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, turbo, injecção directa, geometria variável, intercooler, sistema 'start/stop'
Cilindrada: 1.968 cc
Potência: 190 cv (3.500-4.000 rpm)
Binário: 400 Nm (1.750-3.250 rpm)
Velocidade máxima: 209 km/h
Aceleração: 8,8s 0-100km/h
Tracção: total
Transmissão: auto DSG 7 vel.
Consumo misto: 5,7 l/100km
Consumo urbano: 6,6 l/100km
Cons. extra-urbano: 5,3 l/100km
Emissões CO2: 151 g/km (Euro VI)
Lançamento: Abril 2017


Kodiak é o nome de uma pequena localidade na região do Alasca. Está situada numa ilha e num arquipélago com o mesmo nome, Kodiak, onde para além dos poucos habitantes, na sua maioria pescadores de salmão, vive também uma espécie preservada de urso castanho. Chama-se igualmente Kodiak e, embora com a grafia ligeiramente alterada - Kodiaq -, dá o nome ao primeiro SUV do construtor checo Skoda, que chega em Abril do próximo ano.

O novo modelo partilha a mesma plataforma modular (a MBQ) dos "primos" VW Tiguan e do SEAT Ateca, mas as dimensões são superiores, 4.697 mm contra respectivamente 4.486 mm e 4.363 mm de comprimento. Com uma carroçaria todo-o-terreno, que se aproxima mais dos grandes utilitários-desportivos familiares do que compactos, é o primeiro modelo da marca a oferecer sete lugares, embora se trate de um opcional. De série, traz apenas cinco lugares.

Esteticamente, o Kodiaq segue as linhas de design elegantes da marca, mas com contornos desportivos e um ar mais musculado e mais apropriado ao novo segmento onde se insere. A parte dianteira apresenta uma grelha maciça enquadrada pelos dois grupos ópticos, de linhas estreitas, que lhe conferem um aspecto expressivo e mais equilibrado que na traseira.

Como já é tradição na Skoda, a habitabilidade é excelente, sobretudo no banco da retaguarda, para todos os ocupantes. O mesmo acontece no espaço disponível na bagageira, quer seja na configuração de cinco lugares com 720 litros de capacidade, quer com os bancos rebatidos com 2.065 litros, os melhores valores do segmento.

No interior, o Kodiaq apresenta um painel de bordo original, simples e funcional, contadores numéricos, mas pouco emotivo. Aliás, como tudo o resto: materiais de qualidade e acabamentos rigorosos, mas muito sóbrios e austeros.

Todos os equipamentos e sistemas de assistência e apoio à condução na moda estão disponíveis: do carregamento de telemóveis por indução à suspensão pilotada, da detecção de peões à travagem de emergência.

No lançamento, a marca propõe cinco motores, três a gasolina (TSI) e dois Diesel (TDI). Vão desde o 1.4 aos 2.0 litros e a potência oscila entre os 125 e os 190 cv. Em função do motor pode ter caixa manual de seis velocidades ou automática DSG de seis ou sete relações e tracção às duas rodas ou integral 4x4.

Negócios em Maiorca, a convite da Skoda


Destaques

Com o Kodiaq, a Skoda inicia uma campanha no segmento SUV para chegar a novos mercados e clientes

Evolução na conectividade
As mais recentes soluções online de navegação, informação, conectividade e entretenimento estão agora disponíveis no Kodiaq. Através do ecrã táctil central (6,5 ou 8 polegadas), é possível aceder, por exemplo, ao Care Connect, que permite acesso remoto e assistência.

30 soluções inteligentes
São 30 as soluções inteligentes Skoda que o Kodiak propõe. Entre elas, o modelo estreia um sistema automático composto por uma faixa de borracha nas portas, para evitar as amolgadelas, e compartimentos nas portas dianteiras para guardar chapéus-de-chuva.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar