C-Studio Debater os desafios dos profissionais financeiros
C-Studio i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Debater os desafios dos profissionais financeiros

O CFO 360 Finance Forum vai abordar as tendências e as alternativas para responder aos desafios que enfrentam os profissionais financeiros. Como devem estar mais bem preparados para os ciclos da economia, como podem tornar as suas empresas financeiramente mais competitivas.
Debater os desafios dos profissionais financeiros

Qualquer organização reconhece a importância do seu departamento financeiro para o bom funcionamento da entidade. Apesar desta constatação, o investimento canalizado para o seu desenvolvimento não acompanha essa realidade, o que em muitos casos provoca uma natural obsolescência de processos e ferramentas nos departamentos financeiros. Como se podem otimizar os recursos das empresas? Como tomar melhores decisões, mais rápido e com total segurança? Como podem otimizar a sua gestão? Como gerir eficazmente o crédito concedido a clientes? Como automatizar processos otimizando a sua estrutura e reduzindo custos?

Estes são alguns dos desafios e prioridades dos profissionais financeiros que o CFO 360 Finance Forum vai abordar no próximo dia 21 novembro, no LISPOLIS – Fórum Tecnológico.

Este evento contará com a presença de diretores financeiros, controllers, credit managers, contabilistas, tesoureiros, responsáveis de cobranças, analistas, entre outros perfis financeiros. A inscrição é livre mas sujeita a validação da organização, por forma a garantir o público se coaduna com o âmbito da ação. Todos os profissionais que desempenhem funções nos departamentos financeiros das empresas em Portugal serão bem-vindos a este local de partilha de conhecimento. 

A entidade responsável pela organização do CFO 360 Finance Forum é a Axesor, uma consultora de referência na gestão do risco de crédito, presente na Europa e América Latina. O seu diretor-geral, Paulo Costa, refere que neste momento contam com mais de 400 profissionais inscritos, mas até à data do evento estimam que esse número ultrapasse os 500.

"Este evento surge da vontade e da intenção de proporcionar aos profissionais financeiros, de uma forma transversal, um fórum que reúna todos os temas relevantes para esta comunidade", explica o gestor.

Sob a dependência do diretor financeiro das empresas estão temas tão complexos e tão díspares como a gestão do risco de crédito, a gestão de tesouraria, o financiamento, a gestão das cobranças ou a segurança da informação. "Como não existia em Portugal nenhum fórum com a amplitude necessária para cobrir todas estas áreas, a Axesor decidiu em parceria com a AIP promover esta iniciativa, e a melhor recompensa que podemos ter é fazer com que os profissionais do setor financeiro cheguem ao final desse dia com uma nova visão, novas perspetivas de evolução e a opção de ter novas alternativas para responder aos desafios das suas empresas", explica Paulo Costa.

Para o gestor, em Portugal existe muito a lógica de "no que funciona bem não se mexe", o que provoca uma natural obsolescência de processos e ferramentas nos departamentos financeiros. Existe sempre margem para evoluir, para melhorar, para ser mais eficaz, para eliminar o "fator erro" ou o "fator esquecimento", para otimizar os recursos das empresas, para tomar melhores decisões, mais rápido e em total segurança.

"Os conteúdos da agenda que preparámos para este dia vão contribuir com novas opções e novas abordagens face às questões com que se debatem estes profissionais no seu dia a dia", diz o diretor-geral da Axesor.

Principais temas desenvolvidos na conferência

O evento conta com a participação de José Gomes Ferreira, logo no início, para falar do que podemos esperar nos próximos 10 anos – Portugal 2020-2030. Durante o dia haverá sessões dedicadas à transformação digital e à segurança da informação, às tendências tecnológicas e financeiras, à gestão de fluxos financeiros, à vantagem de ter um "Modelo de risco próprio" face aos modelos tradicionais. Existem dois painéis de discussão sobre "Gestão do risco de crédito" e sobre as "Alternativas de financiamento para empresas". O evento conta também com a presença do professor João César das Neves, que irá falar de ética financeira.

Paralelamente às sessões de discussão e de palestras, o evento contará com um espaço de exposição de todos os patrocinadores, no qual os profissionais poderão conhecer outras temáticas não abrangidas na conferência, como a consultoria em contabilidade, soluções de software de gestão e gestão financeira, o desenvolvimento de competências, ou explorar alguns dos temas abordados no painel num ambiente de maior proximidade, que permite conhecer mais em detalhe as suas soluções, esclarecer dúvidas, e desenvolver o networking pessoal.

Questionado sobre os principais desafios com os quais se debatem as organizações em Portugal, o diretor-geral da Axesor diz que "começam por tentar saber quais são as tendências e os padrões de mercado, a estatística dos ciclos da economia e as perspetivas de futuro, que lições aprendemos com a última crise, que conclusões tirámos e como isso nos pode ajudar a preparar a próxima crise, é um tema com grande abrangência e transversal a todo o tecido empresarial."

Paulo Costa acrescenta a esta lista outros temas da atualidade como a transformação digital e a inteligência artificial. O dilema que se coloca às organizações são as vantagens inequívocas que estas temáticas trazem às organizações versus o preconceito das mesmas e a possibilidade de comprometer a segurança da informação. Este será um tema amplamente abordado em mais do que uma sessão do CFO 360 Finance Forum.

Encontrar o tipo de financiamento certo

Outro assunto incontornável que está em cima da mesa de quase todas as empresas é o financiamento mais adequado para as necessidades da empresa. Paulo Costa diz que vão dedicar um painel de discussão a este tema com o objetivo de providenciar aos participantes conhecimento das diversas alternativas existentes neste âmbito.

Na gestão do risco de crédito, os desafios são também de elevada importância. Como posso conceder mais crédito aos meus clientes e simultaneamente correr menos risco? Como posso aumentar as minhas vendas diminuindo a minha mora? Como posso ter condições financeiras mais competitivas e conseguir reduzir os prazos médios de recebimento? Como posso tomar decisões de concessão de crédito a uma empresa com maus rácios financeiros? Como posso ser mais eficiente no meu processo "order to cash"?

Todas estas questões serão respondidas com as novas soluções disponíveis no mercado que permitem otimizar a gestão do risco de crédito a clientes.

Finanças e tecnologia são aliadas inseparáveis

O setor financeiro é um dos que mais tiram proveito da tecnologia disponível e que mais aproveitará os naturais avanços tecnológicos nesta área. "Com o aparecimento da Internet, do home banking e das apps para dispositivos móveis, o modo como nas empresas ou nas nossas vidas pessoais gerimos as nossas finanças mudou radicalmente. Hoje em dia, com conceitos como o big data e a inteligência artificial, temos ao nosso dispor novas ferramentas de gestão da informação, de análise e de suporte à decisão, que permitem dar um salto quantitativo, e principalmente qualitativo, muito significativo", diz Paulo Costa. Para o gestor, a transformação de enormes fluxos de dados processados em tempo real em informação trabalhada, filtrada e calibrada, para a melhor tomada de decisões de acordo com as regras e políticas das empresas, "democratizou as melhores práticas financeiras, ao trazer o rigor, a assertividade e a eficiência, acessível a qualquer organização, quando num passado recente este tipo de sofisticação só estava acessível às empresas do setor financeiro".

Se está interessado em participar no CFO 360 Finance Forum registe-se aqui. A inscrição é passível de validação, para garantir que todos os participantes estão ligados ao setor financeiro. 

Partilhar

Marketing Automation certified by E-GOI