Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Óscar Gaspar: PS quer mais tempo para reduzir défice, taxas “mais baixas” e “diferimento dos juros”

PS defende que o alargamento do prazo de reembolso é “muito positivo, mas não é suficiente”, e apela a que o Governo “assuma uma outra postura em Portugal” e em relação à Europa, defendendo que é preciso continuar a renegociar as condições dos empréstimos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 12 de Abril de 2013 às 16:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 60
  • ...

“O Partido Socialista defende há muito tempo uma renegociação para que Portugal possa pagar as suas dívidas. Consideramos que a decisão do Eurogrupo é muito positiva, mas não é suficiente. Precisamos de mais tempo” para reduzir o défice, ter taxas de juro “mais baixas” e um “diferimento dos juros”, defendeu o membro da Comissão Política e Económica do PS em conferência de imprensa.

 

A decisão desta sexta-feira, que dá mais sete anos a Portugal para reembolsar os empréstimos europeus concedidos no âmbito do programa de ajuda externa, “é importante” e “prova” que “é possível renegociar”.

 

Mas o PS defende que “a renegociação tem de continuar.”

 

“Interpelamos o Governo para que se junte ao PS no sentido de exigir uma renegociação das nossas condições”, reiterando que “esta medida por si só não é suficiente.”

 

Quanto à possibilidade do Governo ter apresentado algumas medidas que compensem o chumbo do Tribunal Constitucional – que retirou cerca de 1.300 milhões de euros ao Orçamento do Estado para este ano – Óscar Gaspar diz que “se aconteceu, mais uma vez fê-lo nas costas dos portugueses e sem ouvir as forças políticas em Portugal.”

 

Óscar Gaspar defendeu ainda que “quem se tem afastado do consenso político é o Governo e não o PS”, como tem sido dito pelo Executivo.

Ver comentários
Saber mais Óscar Gaspar PS Eurogrupo política
Mais lidas
Outras Notícias