Ajuda Externa Passos Coelho: “É preciso prosseguir com firmeza e resiliência o caminho que temos vindo a seguir”

Passos Coelho: “É preciso prosseguir com firmeza e resiliência o caminho que temos vindo a seguir”

Decisão do Eurogrupo e do Ecofin só surgiu porque Portugal tem vindo a cumprir o programa acordado com a troika, assegurou Passos Coelho.
Passos Coelho: “É preciso prosseguir com firmeza e resiliência o caminho que temos vindo a seguir”
Bruno Simões 06 de março de 2013 às 16:11

O primeiro-ministro abriu o debate quinzenal desta quarta-feira a comentar a flexibilização dos pagamentos do empréstimo da troika. E com um aviso: a compreensão da Europa só existe se Portugal mantiver o rumo. “Só é possível obter esta disponibilidade dos nossos parceiros para nos ajudar a regressar a financiamento não oficial na medida em que formos bem sucedidos a executar o nosso programa de ajustamento”, destacou Passos Coelho. “É preciso prosseguir com firmeza e resiliência o caminho que temos vindo a seguir”, acrescentou.

 

Uma flexibilidade que vai surgir na medida em que “formos credíveis a corrigir os desequilíbrios, e na medida em que a nossa atitude não seja, como alguns querem, a de mudar de caminho e renegociar tudo, mas cumprir o essencial dos nossos objectivos. Esta é a primeira conclusão” que se retira da decisão tomada em Bruxelas, que ainda não forneceu “uma solução final, do ponto de vista técnico”.

 

A outra conclusão que se deve retirar é que os parceiros europeus “instam-nos a seguir o caminho das reformas porque sabem que este resultado só será duradouro para futuro na medida em que seja acompanhado de uma reforma estrutural importante”, prosseguiu Passos Coelho. “Foi a ausência dessa reforma, aliada a falta de competitividade económica, a um nível elevado de endividamento” que conduziu o País a esta situação.

 

Passos afirmou que o Eurogrupo “emitiu um comunicado que é favorável às pretensões que, quer Portugal quer a Irlanda colocaram, quanto à necessidade de proceder de molde a que os nossos parceiros europeus possam auxiliar-nos neste processo de regresso a financiamento não oficial, por parte de ambos os países”.




Marketing Automation certified by E-GOI