Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pimco reitera que Portugal necessitará de segundo pacote de ajuda externa

O gestor de acções mundiais da Pimco disse acreditar que Portugal vai precisar de um segundo programa de ajustamento e a Grécia de um terceiro, repetindo um diagnóstico que já fora feito pelo CEO da gestora do maior fundo de obrigações do mundo.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 20 de Março de 2012 às 16:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
Neel Kashkari é o gestor de acções mundiais da Pacific Investment Management Co. (PIMCO) e disse estar “muito selectivo” para os activos em que pondera investir na Europa já que a gestora de fundos antecipa a necessidade de ajudas adicionais a Portugal e à Grécia.

“Julgamos que a Grécia não será capaz de avançar com as medidas de austeridade que tem vindo a prometer”, disse Kashkari em entrevista à Bloomberg. “Os riscos na Europa persistem, por isso estamos a ser muito selectivos", disse o responsável que acredita que Portugal precisará de um segundo pacote de resgate e a Grécia de um terceiro.

O responsável pela área de acções mundiais da Pimco reiterou assim o diagnóstico feito pela gestora do maior fundo de obrigações do mundo e que fora proferido por Mohamed El-Erian no passado domingo.

"Infelizmente será assim", disse Mohamed El-Erian, em entrevista concedida ao semanário alemão Der Spiegel, publicada no dia 18 de Março. A gestora de fundos tem 1,3 biliões de dólares em activos sob gestão e as suas decisões têm grande influência no mercado de capitais.

"Creio que o pacote grego se vai decompor rapidamente. As pontes construídas em direção a lado nenhum acabam por se derrubar em algum momento", diz El Erian, que durante 15 anos foi técnico do Fundo Monetário Internacional.

Já hoje, Ewald Nowotny, governador do banco central da Áustria e membro do Conselho de Governadores do Banco Central Europeu, distanciou Portugal da Grécia e diz que a previsão de segundo empréstimo feita pela gestora do maior fundo de obrigações do mundo é "extremamente problemática" na medida em que pode servir os seus próprios interesses.
Ver comentários
Saber mais juros crise orçamental Portugal Grécia PIMCO Europa resgate
Outras Notícias