Ajuda Externa Presidente do Eurogrupo abre a porta a nova ajuda à Grécia

Presidente do Eurogrupo abre a porta a nova ajuda à Grécia

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, admitiu na terça-feira a possibilidade de se conceder nova ajuda à Grécia, mas afastou outro perdão de dívida e sublinhou que o país deve cumprir os compromissos acordados.
Presidente do Eurogrupo abre a porta a nova ajuda à Grécia
Lusa 05 de fevereiro de 2014 às 00:05

"Um perdão não é uma boa ideia, mas podemos aliviar a dívida, por exemplo, com juros mais baixos ou alargando os prazos de vencimento sempre que a Grécia cumpra os seus compromissos", afirmou Dijsselbloem em declarações à televisão pública holandesa.

 

Dijsselbloem, que é também ministro das Finanças da Holanda, afirmou que as autoridades gregas têm que cumprir os compromissos que assumiram em troca de um segundo resgate financeiro.

 

A revista Der Spiegel afirmou recentemente que a Alemanha está a ponderar a hipótese de um terceiro pacote de ajuda à Grécia entre 10 mil e 20 mil milhões de euros sob condição de o Governo de Atenas dar passos mais decididos no caminho das reformas.

 

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, estaria a estudar um novo pacote de ajuda que poderia ser apresentado antes das eleições para o Parlamento Europeu, a 25 de maio.

 

O Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional concederam um segundo empréstimo à Grécia na primavera de 2012, após um primeiro resgate em 2010.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI