Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

2015 pode ser o ano mais quente de sempre

"Há poucas hipóteses de 2015 não ser o ano mais quente de sempre", antecipa a cientista Jessica Blunden do National Oceanic and Atmospheric Administration. Os últimos dados mostram que o primeiro semestre do ano foi o mais quente desde que esta entidade começou a recolher dados há 136 anos.

Bloomberg
Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 21 de Julho de 2015 às 10:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Jessica Blunden explica ao The Guardian que Junho foi o quarto mês de 2015 a quebrar recordes de temperatura. O National Oceanic and Atmospheric Administration calcula que a temperatura média mundial em Junho atingiu os 16,33 graus Celsius, 0,12 graus acima do anterior recorde.

"Os recordes são, normalmente, superados por um ou dois centésimos de grau e não por quase um quarto de grau", alerta a cientista. Se olharmos para o conjunto dos primeiros seis meses do ano, vemos que a temperatura média mundial superou o anterior recorde de 2010.

Os dados do National Oceanic and Atmospheric Administration mostram que Junho foi um mês quente em quase todo o mundo, com ondas de calor "excepcionais" em Espanha, Áustria, partes da Ásia, Austrália e América do Sul. No Paquistão, uma onda de calor matou mais de 1.200 pessoas, sendo a oitava mais mortal desde 1900. Um mês antes, na Índia, duas mil pessoas morreram devido a uma onda de calor.     


(Notícia actualizada às 12h09) 

Ver comentários
Saber mais Jessica Blunden National Oceanic and Atmospheric Administration
Mais lidas
Outras Notícias