A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Países avaliam criação de fundo anual para desenvolvimento sustentável

Entre os temas em debate nas negociações preliminares da Rio+20 está a possível criação de um fundo de 30 mil milhões de dólares anuais para o desenvolvimento sustável, informou hoje o negociador-chefe do Brasil na Conferência.

Lusa 13 de Junho de 2012 às 21:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A proposta, que terá sido apresentada na última ronda informal de negociações, realizada há pouco mais de uma semana, em Nova Iorque, foi apresentada pelo G-77, grupo de países em desenvolvimento surgido nos anos 1960 que hoje representa 130 nações.

"O grupo do G-77, mais a China, sugeriu a criação de um fundo de desenvolvimento sustentável, de 30 mil milhões de dólares por ano [cerca de 23,8 mil milhões de euros], e essa proposta tem amplo acordo dentro do grupo e faz parte das negociações", afirmou o embaixador Luiz Figueiredo, negociador-chefe do Brasil na cimeira Rio+20.

O representante admitiu, no entanto, que a crise enfrentada pelas nações desenvolvidas, que tradicionalmente são os maiores financiadores de iniciativas como essas, coloca em risco a sucesso de sua implementação.

"Em todas as conferências desse tipo a implementação [das propostas] é uma questão crucial, em especial quando as nações tradicionalmente doadoras estão em crise e se retraem em relação aos compromissos assumidos no passado", completou.

Começaram hoje, no Rio Centro, na zona oeste do Rio de Janeiro, a fase de negociações preliminares à Cimeira de Chefes de Estado e Governo da Rio+20, que ocorrerá entre os dias 20 e 22 de Junho.

A intenção é adiantar o documento final que recebeu o nome de "O Futuro que Queremos", e tem como principal objectivo a definição de um compromisso conjunto em torno dos objectivos do desenvolvimento sustentável.

O secretário-geral da ONU para a Rio+20, Sha Zukang, adiantou que o documento não será um acordo legal com metas obrigatórias, mas sim um texto "politicamente vinculante", o que significa que os países signatários assumirão as sugestões voluntariamente, sem a obrigação de as cumprir.

A fase prévia de negociações termina na próxima sexta-feira, quando se espera que uma nova versão do "Rascunho Zero" do texto seja produzido.

A Conferência da ONU sobre o desenvolvimento sustentável Rio+20 ocorre 20 anos após a realização da Cimeira da Terra ou Rio 92, conferência que marcou a história dos debates sobre a protecção ambiental e o desenvolvimento humano e pretende reavaliar o que foi feito desde então.
Ver comentários
Saber mais Rio+20 desenvolvimento sustentável ONU
Outras Notícias