Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Câmara de Matosinhos “adia” empréstimo de 14,5 milhões por causa do BPI

A Câmara de Matosinhos, que convidou a CGD, o Santander e o BPI, a apresentarem propostas com vista à contratação de um empréstimo de 14,5 milhões de euros, deverá amanhã aprovar a prorrogação da data-limite para o envio das mesmas - de 11 para 18 de Março, a pedido do BPI.

Paulo Duarte/Negócios
Rui Neves ruineves@negocios.pt 07 de Março de 2016 às 11:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

No dia 23 do mês passado, a Câmara de Matosinhos tinha decidido convidar a Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Banco Santander e o BPI a apresentarem propostas, até 11 de Março, com vista à contratação de um empréstimo de longo prazo, até ao montante máximo de 14,465 milhões de euros, para financiar diversas obras de requalificação urbanística previstas nas Grandes Opções do Plano para 2016.

Entretanto, o pedido do BPI a solicitar a prorrogação da data-limite para a entrega das propostas "preferencialmente até ao dia 18 de Março", de forma a "poder apresentar uma proposta que sirva os melhore interesses do município", deverá ser deferido pela autarquia na próxima reunião camarária, marcada para amanhã, 8 de Março.

Na proposta aprovada pelo município há duas semanas, lê-se que, "considerando o valor bastante avultado de investimentos previstos nas Grandes Opções do Plano para os anos 2016 e seguintes, investimentos esses que trarão benefícios ao longo dos anos de vida útil das obras a financiar, parece-me oportuno a contratação de um empréstimo de longo prazo que financie essas obras, no montante de 13,415 milhões de euros".

Cerca de três milhões de euros destinam-se a obras de requalificação urbanística de vias municipais, dois milhões para a reabilitação do edifício da Real Vinícola e dois milhões para o corredor verde do Leça.

O empréstimo contempla ainda intervenções na Praça de Matosinhos, Praça do Padrão da Légua, a requalificação de espaços públicos, a remodelação e recuperação do edifício da antiga Junta de Freguesia de Santa Cruz do Bispo, e o arranjo urbanístico da Praça de Angeiras, da Praça da Senhora da Hora, da Praça do Freixieiro e da Praça de Lavra.

A autarquia liderada por Guilherme Pinto destina também 500 mil euros para a ligação do tribunal ao Estádio do Mar, 500 mil euros para a regeneração do Largo do Castelo e 300 mil euros para a reabilitação da casa da APDL (Administração dos Portos do Douro e Leixões) na Rua Conde Alto Mearim. 

Ver comentários
Saber mais Câmara de Matosinhos empréstimo endividamento das autarquias CGD Santander BPI Guilherme Pinto
Mais lidas
Outras Notícias