Conjuntura Actividade económica continua a desacelerar, mas clima recupera em Fevereiro

Actividade económica continua a desacelerar, mas clima recupera em Fevereiro

Os dados do INE mostram que a trajectória de arrefecimento da actividade económica continuou a verificar-se em Janeiro. Mas nem tudo são más notícias, o clima económico, indicador qualitativo, registou uma ligeira melhoria em Fevereiro.
Actividade económica continua a desacelerar, mas clima recupera em Fevereiro
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Aguiar 17 de março de 2016 às 11:24

A síntese económica de conjuntura, publicada esta quinta-feira, 17 de Março, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) conclui que o indicador de clima económico continua a crescer, mas a um ritmo menos forte pelo segundo mês consecutivo. Entre Novembro e Janeiro, passou de 2,7% para 2,3%, influenciado pela evolução do consumo corrente. Neste mês, o investimento "abrandou significativamente, em resultado sobretudo da componente de construção", justifica o INE.

No que diz respeito ao consumo, o sentimento está praticamente estagnado desde Abril do ano passado. Já os indicadores quantitativos, mostram um crescimento mais débil, apesar do consumo de bens duradouros ter voltado a acelerar em Janeiro. A compra de automóveis continua a crescer a dois dígitos.

"É de referir que os índices de volume de negócios da indústria e dos serviços registaram variações nominais negativas em Janeiro, menos acentuadas que no mês precedente, o que poderá reflectir sobretudo variações negativas de preços", nota ainda o instituto. "No caso da indústria, a variação do respectivo índice de preços manteve-se negativa e o índice de produção industrial, embora em desaceleração, manteve um crescimento positivo em Janeiro. Em Dezembro e Janeiro, o índice de produção da construção e obras públicas acentuou a sua diminuição."

Por outro lado, o clima económico, que perdeu ímpeto entre Setembro e Janeiro, voltou a dar bons sinais em Fevereiro, com uma ligeira subida de 0,6% para 0,7%. O indicador resulta de inquéritos a empresários e mostra que o comércio saiu de terreno negativo e estagnou, enquanto a construção, embora ainda muito negativa, tem um resultado ligeiramente melhor.   

(Notícia actualizada às 11h35)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI