Conjuntura Actividade económica acelera em Julho, consumo arrefece

Actividade económica acelera em Julho, consumo arrefece

Os indicadores coincidentes do Banco de Portugal apontam em duas direcções opostas. Por um lado, a actividade voltou a acelerar em Julho, por outro, o consumo privado cresce a um ritmo mais lento do que no mês anterior.
Actividade económica acelera em Julho, consumo arrefece
Bruno Simão/Negócios
Nuno Aguiar 19 de agosto de 2016 às 12:48

Segundo os dados publicados esta sexta-feira, 19 de Agosto, pelo Banco de Portugal, o indicador coincidente de actividade acelerou de 0,3% para 0,5% em Julho. No mesmo mês, o indicador de consumo privado recuou de 1,8% para 16%.

 

No caso do primeiro, trata-se de uma ligeira inversão depois de uma quebra sucessiva desde Dezembro do ano passado. Para o segundo, verifica-se um acentuar da tendência de arrefecimento, iniciada em Novembro.

 

Tanto a actividade como o consumo estão em terreno positivo desde o final de 2013, tendo iniciado a partir daí um caminho de altos e baixos, mas sempre no "verde".

Estes indicadores surgem numa altura em que as perspectivas de crescimento da economia nacional são cada vez mais sombrias, principalmente desde a publicação do PIB do segundo trimestre, que mostrou uma variação inferior à do trimestre anterior (que já tinha desiludido). Nos primeiros seis meses do ano, a economia portuguesa cresceu 0,9%, metade do valor inscrito pelo Governo no Orçamento do Estado para este ano.

Ao longo deste ano, várias instituições têm revisto em baixa as suas previsões de crescimento da economia portuguesa. O BPI foi o último a assinalar essa intenção, dizendo que prevê rever em baixa a sua estimativa de 1,3%. 

 

Os indicadores coincidentes do Banco de Portugal procuram traduzir a evolução de cada uma dessas rubricas face ao mesmo período do ano passado. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI