Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BBVA corta estimativa de crescimento de Portugal para 1% este ano

O BBVA reviu em baixa as suas estimativas de crescimento para Portugal. Este ano a economia só deverá crescer 1%, menos quatro décimas do que a previsão anterior. Para 2017, as previsões são também menos optimistas.

1 de Abril de 2011-  Fitch corta 'rating' de Portugal em três níveis para próximo de 'lixo', de 'A-' para 'BBB-'. Quatro dias depois a Moody’s reduz a notação financeira do país para Baa1 e admite voltar a cortar.
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 27 de Setembro de 2016 às 12:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

O BBVA prevê que o produto interno bruto (PIB) de Portugal cresça 1% este ano, o que representa uma revisão em baixa, já que, a última estimativa apontava para uma expansão de 1,4%.

 

Já para o próximo ano a previsão é de um aumento do PIB de 1,3%, o que compara com a anterior previsão de 1,6%.

 

"A falta de aceleração do ritmo de actividade, juntamente com o aumento da incerteza (Brexit), justifica uma revisão negativa das previsões de crescimento", realçam os analistas do BBVA numa nota de análise publicada na segunda-feira, 26 de Setembro.

 

A nota de análise especifica o que está em causa: "Entre os [factores] que provêem do exterior encontram-se o menor apoio do preço do petróleo, a moderação das encomendas do exterior ou o impacto do Brexit que embora limitado, poderia ter efeito sobre a actividade comercial e a confiança, travando o comércio e o investimento. Para além disso, nas últimas semanas elevaram-se as incertezas em relação à política económica doméstica com o risco de um novo incumprimento do objectivo de défice de 2016."


Além destes factores, o acordo para recapitalizar a Caixa Geral de Depósitos (CGD), no montante total superior a 5.000 milhões de euros, dos quais 2,7 mil milhões poderão ser injectados directamente pelo Estado; "as dúvidas sobre um possível bloqueio de fundos europeus" ou "o menor apoio de uma política orçamental que se encontra condicionada pelas decisões da Comissão Europeia", também justificam parte da revisão.

 

Sobre o terceiro trimestre, o banco de investimento prevê que a economia cresça 0,3%, quando comparado com o trimestre anterior. Os economistas do BBVA prevêem uma "ligeira recuperação da procura privada e a inversão e um novo recuo no sector exterior", adiantam.

Ver comentários
Saber mais BBVA economia conjuntura PIB estimativas
Mais lidas
Outras Notícias