Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Confiança das famílias portuguesas renova máximos de 13 anos

Os consumidores portugueses estão mais optimistas, sobretudo nas perspectivas sobre a evolução do desemprego. A confiança dos empresários também melhorou em Março.

Bruno Simão/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 30 de Março de 2015 às 10:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...

O índice que mede a confiança dos consumidores portugueses atingiu em Março o valor mais elevado em quase 13 anos, ao fixar um máximo desde Abril de 2002, anunciou o Instituto Nacional de Estatística esta segunda-feira, 30 de Março

 

A média móvel de três meses do índice de confiança fixou em Março uma leitura de -19,2 pontos, acima dos -21,2 pontos registados em Fevereiro. O INE salienta que o indicador que mede a confiança das famílias prolongou o "acentuado perfil ascendente observado desde o início de 2013".

 

A melhoria mais significativa verificou-se no caso das perspectivas sobre a evolução do desemprego, embora todas as componentes do índice tenham registado um contributo positivo no mês que está prestes a terminar.  

    

As famílias portuguesas mostram-se mais positivas sobre a situação económica do país e sobre a situação financeira do agregado familiar, dando conta de uma maior disponibilidade para efectuar compras de bens duradouros.

 

Também o clima económico, que mede a confiança dos empresários, registou em Março uma evolução positiva, depois de ter estabilizado em Fevereiro.

 

A confiança dos empresários aumentou em Março na indústria transformadora, verificou um "acentuado aumento" na construção e obras públicas. No comércio a confiança "recuperou significativamente", enquanto nos serviços "diminuiu ligeiramente".

 

A melhoria destes indicadores qualitativos surge numa altura em que várias entidades reviram em alta as suas previsões para a evolução do PIB de Portugal, com o Banco de Portugal a apontar para um crescimento da economia portuguesa de 1,7% este ano.

 

 

Ver comentários
Saber mais Instituto Nacional de Estatística indicadores de confiança famílias
Outras Notícias