Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Actividade económica abranda pelo terceiro mês consecutivo

Desde Abril que o crescimento da actividade económica em Portugal tem vindo a abrandar. Em Junho avançou 0,2%. Já o aumento do consumo privado estabilizou pelo terceiro mês consecutivo.

Rita Faria afaria@negocios.pt 18 de Julho de 2014 às 15:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • 24
  • ...

A actividade económica portuguesa abrandou o crescimento em Junho, pelo terceiro mês consecutivo, de acordo com os indicadores de conjuntura do Banco de Portugal, divulgados esta sexta-feira, 18 de Julho.

 

O indicador coincidente da actividade económica subiu 0,2% em Junho, um valor que tem vindo a decrescer desde Março, mês em que aumentou 0,6%. Desde Outubro do ano passado que a actividade económica em Portugal apresenta uma variação positiva, embora tenha desacelerado o crescimento no segundo trimestre deste ano.

 

Este comportamento foi também espelhado ainda ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) que revelou que o indicador de actividade económica manteve um crescimento de 3,3% em Maio. Este indicador tem vindo a crescer desde Junho de 2012, tendo estabilizado em Maio, num máximo desde o final do ano 2000.

 

Há pouco mais de um mês, o Instituto Nacional de Estatística revelou que em vez de uma contracção em cadeia de 0,7%, como estava previsto, a economia portuguesa diminuiu apenas 0,6% nos primeiros três meses do ano. Em termos homólogos, a expansão foi de 1,3%, o que revela um desempenho acima do estimado. Os dados para o segundo trimestre não estão ainda disponíveis.

 

O outro indicador revelado pelo Banco de Portugal, que mede a evolução do consumo privado, aponta para uma estabilização do crescimento dos gastos das famílias. O indicador coincidente mensal para a evolução homóloga tendencial do consumo privado subiu 1,1% em Junho, o mesmo crescimento registado nos dois meses anteriores.

 

Este indicador tem vindo a registar uma variação positiva desde Novembro de 2013.

Ver comentários
Saber mais Banco de Portugal Instituto Nacional de Estatística economia negócios e finanças macroeconomia conjuntura
Outras Notícias