Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Défice externo dispara para 2.778 milhões de euros em julho

Segundo o Banco de Portugal, a economia portuguesa registou um défice externo de quase 2,8 mil milhões de euros até julho. Por cá, o saldo piorou em termos homólogos. Na zona euro, apesar do défice de 20 mil milhões na balança corrente, houve uma ligeira melhoria em julho.

Portugal exportou para a Rússia 56,6 milhões de euros em bens. É o valor mais baixo desde 2006.
Mariline Alves
Susana Paula susanapaula@negocios.pt 20 de Setembro de 2022 às 12:23
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O défice externo subiu para 2.778 milhões de euros até julho, um saldo negativo que compara com um excedente de 275 milhões de euros no período homólogo, divulgou o Banco de Portugal (BdP). 

Segundo o banco central, considerando apenas o mês de julho, 
as balanças corrente e de capital atingiram um excedente de 437 milhões de euros, uma redução de 559 milhões de euros relativamente ao mesmo mês de 2021 - quando deu entrada uma transferência de capital de cerca de 1.100 milhões de euros, proveniente da devolução da margem financeira retida no Programa de Assistência Económica e Financeira.

Mas além desta transferência que influenciou o excedente externo registado no ano passado, o BdP justifica a deterioração do saldo externo com o aumento dos défices das balanças de rendimento primário e de bens.

"O aumento do défice da balança de bens, para 1671 milhões de euros, é explicado por um crescimento das importações superior ao das exportações em relação a julho de 2021 (com taxas de variação anuais de 28,4% e 27,6%, respetivamente)", explica o BdP. 

Balança de serviços dispara com turismo

Segundo o BdP, as exportações e as importações de serviços aumentaram, respetivamente, 83% e 33,5% relativamente a julho de 2021, devido às viagens e turismo de transporte aéreo. 

As exportações e as importações de viagens e turismo cresceram, em termos homólogos, respetivamente, 144,7% e 57,1%, permitindo que o excedente desta rubrica aumentasse 1.415 milhões de euros, para 2.122 milhões de euros.

"Os valores registados na rubrica de viagens e turismo — nas exportações, nas importações e no saldo — são os mais elevados num mês de julho em toda a série", destaca ainda o banco central.

Zona euro com défice corrente de 20 mil milhões de euros

Também o Banco Central Europeu divulgou os seus dados de julho da balança da pagamentos na zona euro.

Segundo Frankfurt, os 19 países da moeda única fecharam julho com um défice de 20 mil milhões de euros na balança corrente, menos 4 mil milhões do que o registado no mês anterior. 

Os saldos negativos foram registados na balança de bens (18 mil milhões) e no rendimento secundário (15 mil milhões), sendo "parcialmente compensados" por excedentes na balança de serviços (10 mil milhões) e no rendimento primário (três mil milhões de euros).

Ver comentários
Saber mais BdP Banco de Portugal economia negócios e finanças macroeconomia banco central
Outras Notícias