Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Exportações arrancam ano com queda de 1,8%

Os dados publicados quinta-feira pelo INE revelam uma contracção de 1,8% das vendas de bens ao exterior no mês de Janeiro. Importações afundam 10,2% no mesmo período.

Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Aguiar naguiar@negocios.pt 12 de Março de 2015 às 11:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...

Os dados publicados quinta-feira pelo INE revelam uma contracção homóloga de 1,8% das vendas de bens ao exterior no mês de Janeiro. Importações afundam 10,2% no mesmo período.

 

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), por trás deste resultado está a exportação para países fora da União Europeia (UE), que afundou 7,1% face ao mesmo mês de 2014, com especial destaque para a evolução do comércio de combustíveis (gasolina e fuelóleos) e de máquinas e aparelhos (principalmente caldeiras "de água superaquecida"). As importações para países terceiros ainda caíram mais, recuando 28,6%, devido a menos compras de combustíveis. 

 

O INE recorda que podemos estar perante um efeito base. Em Janeiro de 2014 as importações foram muito elevadas, devido à "recuperação face ao mau tempo verificado no mês anterior, que dificultou o normal desempenho dos terminais portuários", assim como à "antecipação dos efeitos da paragem geral programada para manutenção da refinaria de Sines no mês de Março de 2014". A comparação homóloga com um mês tão forte estará na origem de uma quebra tão significativa das importações em Janeiro de 2015.

 

Quanto ao comércio intra-UE, as exportações de bens até cresceram ligeiramente (0,2%), com o INE a sublinhar a importância da categoria de "veículos e outro material de transporte", principalmente automóveis de passageiros e peças para automóveis e bicicletas). As importações para outros estados-membros caíram 2,7%, devido, também aqui, à evolução dos combustíveis. 

 

"Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, em Janeiro de 2015 as exportações aumentaram 1,4% e as importações diminuíram 1,4% face ao mês homólogo (respectivamente +6,5% e -1,8% em Dezembro de 2014)", escreve o INE.

 

(Notícia actualizada às 11h30)

 

 

Ver comentários
Saber mais exportações importações saldo comercial comércio INE
Outras Notícias