Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Exportações superam 12 mil milhões de euros pela primeira vez num trimestre

As empresas estão a exportar, em média, cerca de 4 mil milhões de euros por mês este ano. No segundo trimestre foi superada pela primeira vez a marca dos 12 mil milhões de euros.

Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 09 de Agosto de 2013 às 14:00
  • Partilhar artigo
  • 47
  • ...

As exportações de bens em Portugal aumentaram 6,3% no segundo trimestre de 2013, face ao mesmo período do ano passado, atingindo 12,27 mil milhões de euros, o que representa um valor recorde alcançado num trimestre.

 

De acordo com os cálculos do Negócios com base nos valores mensais publicados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística, nunca tinha havido um trimestre com as vendas de bens ao exterior a superarem a marca dos 12 mil milhões de euros.

 

Apesar do valor recorde em valor absoluto, a variação homóloga do segundo trimestre ficou longe de ser a mais elevada de sempre. No primeiro trimestre do ano passado o aumento homólogo foi de 11,6% e antes disso foram diversos os trimestres em que o crescimento homólogo foi de dois dígitos.

 

Mas o crescimento verificado entre Abril e Junho ganha importância por contrariar claramente o registado no primeiro trimestre. Nos primeiros três meses do ano, as exportações caíram 0,2% em termos homólogos, o que representou a primeira descida desde o último trimestre de 2009.

 

O que mostra o dinamismo registado pelo sector exportador português, que tem registado taxas de crescimento assinaláveis, mesmo no cenário recessivo que se tem vivido na economia portuguesa nos últimos anos. Comparando o valor das exportações portuguesas no segundo trimestre deste ano, com o mesmo período de 2009, o crescimento é de 57,8%.

 

Analisando as exportações no conjunto do primeiro semestre, o crescimento homólogo é de 3%, fruto do comportamento divergente das exportações nas duas metades deste período.

 

De notar que os valores reportados esta sexta-feira pelo INE dizem respeito apenas às exportações de bens. As exportações de bens e serviços só serão conhecidas quando o INE divulgar o relatório completo das contas nacionais do segundo trimestre.

 

Na quarta-feira o INE publica a estimativa rápida para o PIB do segundo trimestre. As estimativas dos economistas apontam para um regresso ao crescimento, depois de 10 trimestres com o PIB em quebra. A Católica estima um crescimento de 0,6%, o Montepio uma expansão de 0,4% e o Credit Suisse um crescimento de 0,3%. Já o BBVA aguarda uma contracção e 0,2%.

 

Junho abaixo dos 4 mil milhões

 

Na análise mensal destaca-se o abrandamento nas exportações em Junho, depois de Maio ter sido um mês recorde, com as vendas de bens a atingirem 4,24 mil milhões de euros.

 

As exportações atingiram 3.923 milhões de euros em Junho, o que representa uma queda de 1,2% face a Junho do ano passado e de 7,7% contra Maio deste ano.

 

Foram já sete os meses em que as exportações superaram a marca dos 4 mil milhões de euros. Na média mensal entre Janeiro e Junho, o valor das exportações é de 3,97 mil milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais exportações INE défice comercial importações comércio internacional
Outras Notícias