Conjuntura FMI mantém previsão de crescimento de 1,5% para Portugal em 2015

FMI mantém previsão de crescimento de 1,5% para Portugal em 2015

FMI projecta uma descida da taxa de desemprego em 2015, para 15%. As previsões para a economia da Zona Euro foram revistas em alta, com o FMI a apontar para o mesmo crescimento económico que antecipa para Portugal.
FMI mantém previsão de crescimento de 1,5% para Portugal em 2015
Reuters
Nuno Aguiar 08 de abril de 2014 às 14:00

Para já, tudo na mesma para Portugal. No mais recente World Economic Outlook (WEO), publicado esta terça-feira,  8 de Abril, o Fundo Monetário Internacional (FMI) mantém as previsões de crescimento económico para Portugal nos 1,2% e 1,5%, para 2014 e 2015, respectivamente.

 

A manutenção do número para este ano não é propriamente uma surpresa, uma vez que a estimativa foi actualizada durante a última avaliação da troika e revelada por Paulo Portas a 28 de Fevereiro. No entanto, durante a mesma conferência de imprensa, o vice-primeiro-ministro não avançou com dados para 2015, uma vez que é necessário definir antes as medidas de austeridade que serão aplicadas no pós-troika.

 

A previsão de 1,5% incluída no WEO replica a estimativa inscrita pela troika na décima avaliação do programa de ajustamento português. Em relação ao desemprego, também só era conhecido o valor para 2014. O documento publicado hoje antecipa uma descida da taxa de desemprego de 15,7% para 15% em 2015, a quarta mais elevada entre os 18 países da Zona Euro.

 

O FMI estima que a inflação em Portugal vai situar-se em 0,7% este ano e subirá para 1,2% em 2015. Quanto à balança de conta corrente, o FMI aponta para um excedente de 0,8% do PIB este ano e 1,4% em 2015.

 

O Outlook do FMI avisa ainda que países da moeda única com “dívida elevada (pública e privada) e fragmentação financeira” terão taxas de crescimento mais baixas, devido ao impacto destes dois factores na procura interna.

 

Portugal cresce o mesmo que a Zona Euro

 

Para o resto do mundo, o Fundo praticamente não alterou as previsões de Outubro, apresentando uma revisão de apenas -0,1 pontos percentuais, para 3,6% e 3,9% (2014 e 2015).

 

As estimativas para as economias da Zona Euro foi ligeiramente revista em alta para 1,2% e 1,5%. A confirmarem-se as previsões do FMI, a economia portuguesa irá crescer precisamente o mesmo que a Zona Euro este ano e em 2015.

 

A Alemanha será o motor da economia europeia, com o FMI a projectar um crescimento de 1,7% em 2014 e 1,6% em 2015. Já a frança deverá crescer 1% este ano e 1,5% em 2015.

 

Quanto a Espanha, o FMI aponta para um crescimento económico de 0,9% este ano e 1% em 2015. Também a Itália irá recuperar da contracção de 1,9% no passado, com o PIB a crescer 0,6% este ano e 1,1% em 2015.

 

Entre os 18 países da Zona Euro, apenas o Chipre irá permanecer em contracção este ano, com uma projecção de queda de 4,8% para 2014. A recuperação chegará em 2015, com o PIB a crescer 0,9%. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI