Conjuntura Fórum para a Competitividade admite travagem da economia para 1,3% em 2019

Fórum para a Competitividade admite travagem da economia para 1,3% em 2019

O Fórum para a Competitividade considera que a conjuntura externa vai ser fatal para o ritmo de crescimento do PIB em 2019. O intervalo de previsão vai de 1,3% a 1,6%.
Fórum para a Competitividade admite travagem da economia para 1,3% em 2019
Miguel Baltazar
Tiago Varzim 02 de abril de 2019 às 11:39
A entidade liderada por Ferraz da Costa tem das previsões mais pessimistas para o crescimento da economia portuguesa em 2019. O Fórum para a Competitividade prevê um subida do PIB entre 1,3% a 1,6%. O valor mais elevado do intervalo coincide com a previsão feita pelo Conselho das Finanças Públicas (CFP) no mês passado.

"Devido à clara deterioração do ambiente externo, as perspetivas para Portugal estão agora piores e, assim, o Fórum para a Competitividade prevê que a economia desacelere para entre 1,3% e 1,6% em 2019", lê-se na nota de conjuntura de março divulgada esta terça-feira, 2 de abril. A confirmar-se o pior cenário (1,3%), 2019 seria o pior ano do PIB desde 2014 (0,9%), o primeiro ano da recuperação de Portugal. 

Segundo o Fórum, que se apoia nas previsões de crescimento para a Zona Euro, "estamos em presença de uma desaceleração claramente mais pronunciada do que o normal". Em causa está o impacto da conjuntura externa nas exportações cujo "mau desempenho no quarto trimestre de 2018" não deverá ser invertido, aponta a nota de conjuntura.

A travagem pode não ficar por aqui. Tendo em conta que fatores de risco como o Brexit ou as eleições europeias ainda não se materializaram, "é muito provável que haja novas revisões em baixa das estimativas de crescimento para o conjunto do ano". 

A economia portuguesa desacelerou de 2,8% em 2017 para um crescimento de 2,1% em 2018. A maior parte das instituições prevê que o ritmo do PIB volte a arrefecer em 2019. A OCDE é a mais otimista com uma previsão de 2,1%. Segue-se o Fundo Monetário Internacional (FMI) com 1,8% e depois a Comissão Europeia e o Banco de Portugal com 1,7%. 

De acordo com o ECO, o Governo prepara-se para rever em baixa o crescimento da economia de 2,2% previstos no Orçamento do Estado para 2019 - a mais otimista das previsões até ao momento - para 1,9% no Programa de Estabilidade 2019-2023 que terá de ser apresentado nas próximas semanas no Parlamento e entregue em Bruxelas. 

Os indicadores avançados que já foram divulgados sobre a evolução da economia no primeiro trimestre indicam que o arranque de 2019 poderá não ser tão mau quanto o esperado. Contudo, os dados finais sobre a evolução do PIB nesse período só serão divulgados a meio de maio. 

Portugal, ainda assim, deverá crescer a um ritmo superior ao da Zona Euro e ao da União Europeia (entre 1 a 1,1%). Contudo, na opinião do Fórum para a Competitividade, tal não levará a uma real convergência com a Europa, ao contrário do que dizia o Banco de Portugal na semana passada. "É possível que o crescimento seja ainda algumas décimas acima da média da UE, mas isso não corresponderá a qualquer tipo de convergência se, como até aqui, a produtividade continuar a divergir", afirma o Fórum.

O Fórum para a Competitividade é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, tendo como associados várias empresas, associações empresariais e particulares.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI