Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Inflação desceu para 2,8% em 2012

A subida anual do nível geral dos preços abrandou para 2,8%, em 2012 face ao ano anterior. Contudo, a inflação homóloga mensal acelerou em Dezembro face ao penúltimo mês do ano.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 11 de Janeiro de 2013 às 10:37

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português avançou 2,8% em 2012 e compara com um aumento de 3,6% registado em 2011, segundo divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) na sexta-feira.

 

“Para esta desaceleração terá contribuído o aumento menos expressivo dos preços dos produtos energéticos”, refere o instituto com sede em Lisboa. A subida do índice de preços dos produtos energéticos abrandou de 12,7% para 9,6%.

 

A inflação homóloga mensal acelerou para 2,1%, em Dezembro, o que representa um aumento de 0,2 pontos percentuais face ao mês anterior, segundo o indicador utilizado pelo INE para a subida geral dos preços. A taxa de variação mensal do IHPC foi de 0,2%.

 

O índice de inflação subjacente, que exclui os produtos alimentares não transformados e energéticos, recuou de 2,3% em 2011 para 1,5%, revela o comunicado do INE.

 

Preços dos medicamentos pressionam inflação na Saúde

 

O Instituto Nacional de Estatística sublinhou o abrandamento da inflação em mais de quatro pontos percentuais na “classe de saúde”, pressionada pelo preço dos medicamentos.

 

A taxa de variação média da classe de Saúde fixou-se em 0,4%, no ano passado, ficando 4,1 pontos percentuais abaixo do verificado no ano anterior. A descida foi “motivada em parte pela revisão dos preços dos medicamentos”, lê-se no comunicado.

 

(Notícia actualizada às 10h40 com detalhe sobre preço dos medicamentos.)


Ver comentários
Saber mais INE inflação preços
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio