Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OCDE: Economia portuguesa vai continuar em quebra

O indicador avançado da OCDE para Portugal deslizou pelo décimo mês consecutivo. O que indica que o recuo económico vai continuar no futuro próximo. A nível global, as perspectivas continuam a ser de abrandamento. EUA parecem estar num ponto de viragem.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 12 de Janeiro de 2012 às 13:00
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
A economia portuguesa vai continuar a recuar nos próximos seis meses, de acordo com os dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE).

Em Novembro, pelo décimo mês consecutivo, o indicador compósito avançado desceu, situando-se agora em 96,85. O número representa uma variação mensal negativa de 0,6% face a Outubro. Uma taxa que mostra que as perspectivas de recuo se intensificaram ligeiramente no último mês analisado pela OCDE.

Em termos homólogos, a variação negativa também ganhou maior expressão, com uma queda de 5,74% em Novembro. Isto porque, no mesmo mês de 2010, o indicador avançado estava em 102,75.

Para a OCDE, o indicador compósito avançado indica qual o desempenho da economia em relação à tendência de longo prazo num período, em média, de seis meses.

Os números da OCDE apontam, então, para que se agrave a recessão em Portugal, tal como avançam os números de outros instituições. No Orçamento do Estado do Governo de Passos Coelho está indicada uma contracção de 2,8% do PIB este ano. O Banco de Portugal prevê, segundo os dados divulgados esta semana, uma contracção de 3,1% em 2012 e só estima um avanço económico em 2013, na ordem dos 0,3%.

Mundo em abrandamento; EUA, Japão e Rússia mostram sinais de crescimento

Numa altura em que Portugal se encontra em recessão, as exportações continuam a ser vistas como o sector que dará o impulso para uma recuperação. Contudo, os números da OCDE indicam que, a nível global, a economia continua a caminhar para um ligeiro abrandamento.

Os países da Zona Euro, principais parceiros comerciais de Portugal, estão também sob essa perspectiva de enfraquecimento do avanço das suas economias.

Mas há três grandes nações do mundo que parecem contrariar esse comportamento negativo. O Japão, os Estados Unidos e a Rússia apontam para um ponto de viragem económico, segundo a OCDE.

Ver comentários
Saber mais OCDE Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico Portugal economia
Outras Notícias