Conjuntura Pires de Lima: Sinais de “confiança” na recuperação da economia portuguesa requerem “prudência”

Pires de Lima: Sinais de “confiança” na recuperação da economia portuguesa requerem “prudência”

Ministro da Economia escolheu o turismo como tema da sua primeira visita oficial, tendo alertado que apesar dos sinais de “confiança”, a economia portuguesa “não pode passar do 8 para o 80”.
Pires de Lima: Sinais de “confiança” na recuperação da economia portuguesa requerem “prudência”
Paulo Duarte/Negócios

António Pires de Lima mostrou-se esta terça-feira confiante mas cauteloso com as estimativas que apontam para um regresso de Portugal ao crescimento económico, no segundo trimestre.

 

Questionado pelos jornalistas sobre o relatório do Montepio, que antecipa um crescimento de 0,4% no PIB no segundo trimestre, o ministro da economia começou por dizer que só amanhã, dia em que está prevista uma deslocação à Feira do Móvel em Paços de Ferreira, previa fazer declarações sobre a evolução da economia.

 

Ainda assim destacou que “é preciso dar nota de alguma confiança dos sinais que estão a surgir, mas também prudência”, pois a economia em Portugal “não pode passar do 8 para o 80” em termos de expectativas económicas.

 

Questionado pelos jornalistas, o PS também reagiu aos números divulgados pelo Montepio na segunda-feira, mais precisamente, ao facto de Marco António Costa ter criticado o silêncio do maior partido da oposição.

 

“O estudo mantém as previsões para 2013 e 2014, piores do que as que são admitidas pelo próprio Governo”, disse o porta-voz socialista João Ribeiro, numa conferência de imprensa esta terça-feira.

 

O porta-voz dos rosas diz que este “é mais um episódio” que mostra “muito bem” a forma como o PSD trabalha “numa realidade virtual”.

 

Em declarações com alguma ironia, João Ribeiro sublinhou que Marco António Costa está em campanha eleitoral pelo País e que, por isso, poderá “compreender o que são os resultados desastrosos da sua governação”. “É uma oportunidade para compreender a razão pela qual os candidatos do PSD escondem o símbolo do partido [nos cartazes de candidatura]”, atirou.

 

Pires de Lima destaca turismo

 

Depois de ter tomado posse na segunda metade do mês de Julho, Pires de Lima efectuou esta terça-feira a sua primeira visita oficial. Em declarações aos jornalistas, transmitidas pela SIC, o ministro da Economia justificou a escolha do turismo para a primeira visita: o sector “vale 9% da nossa economia, 8% do emprego e 14% das exportações”, pelo que ocupa um “lugar de prioridade neste Ministério e no Governo”.

 

A escolha da Costa Vicentina foi justificada pelo “trabalho notável” que está ser feito no turismo da região, “que deve ser dado como exemplo”.

 

Confrontado com as notícias relacionadas com a polémica dos “swaps”, Pires de Lima recusou comentar, pois “prometi a mim mesmo dar importância ao que é importante”.

 

“Ainda estou a mergulhar na agenda do Governo, que é um Ministério com as suas complexidades”, confidenciou o ministro, destacando o objectivo de “valorizar o trabalho dos empresários portugueses”.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI