Conjuntura Portugal apresenta oitavo maior crescimento das exportações da UE até Setembro

Portugal apresenta oitavo maior crescimento das exportações da UE até Setembro

Dados do comércio internacional de mercadorias revelam que, entre Janeiro e Setembro, a taxa de crescimento das exportações portuguesas foi a oitava maior entre os 28 países da União Europeia.
Portugal apresenta oitavo maior crescimento das exportações da UE até Setembro
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 16 de dezembro de 2013 às 11:34

Entre Janeiro e Setembro deste ano, as vendas de mercadorias portuguesas para o exterior aumentaram 4% em termos homólogos, o que situa Portugal como o 8º país entre os 28 da União Europeia onde as exportações mais cresceram neste período. Os dados divulgados nesta segunda-feira pelo Eurostat colocam o Reino Unido (13%), seguido de Chipre e Lituânia (10%), como o país por ora recordista do crescimento das exportações. No extremo oposto, surge Malta (-19%), Irlanda e Croácia (ambos com -7%). Levando apenas em consideração o mês de Outubro e a variação mensal face a Setembro, Portugal surge com a oitava maior queda das exportações, de -3,5%, abaixo da média da UE (0,5%).

 

No que se refere às importações, Portugal surge com uma variação homóloga nula no acumulado do ano até Setembro (ou seja, o país comprou ao exterior o mesmo valor do que em igual período do ano passado), sendo que 17 países da UE reduziram as importações, em particular, o mais recente dos resgatados, Chipre (-19%). Na variação mensal, as importações portuguesas subiram 1,9% entre Setembro e Outubro, superando a média da UE (-0,8%).

 

A primeira estimativa do do departamento de estatística da União Europeia aponta ainda para que a Zona Euro tenha registado em Outubro um excedente no comércio internacional de bens com o resto do mundo de 17,2 mil milhões de euros, quase o dobro dos 9,6 mil milhões verificados no mesmo período de 2012.

 

Em termos acumulados (entre Janeiro e Setembro), a Alemanha continua a deter o maior excedente comercial, sendo seguida da Holanda (40,5 mil milhões de euros), Irlanda (28,5 mil milhões) e pela Itália (19,6 mil milhões).

 

Por outro lado, a França (-57,5 mil milhões), o Reino Unido (-55,1 mil milhões), a Grécia (-14,5 mil milhões) e a Espanha (-11,6 mil milhões) registaram, até Setembro de 2013, os maiores défices.

 

Já Portugal observou, entre Janeiro e Setembro, um défice comercial de 6,7 mil milhões de euros, abaixo, no entanto, dos -8,1 mil milhões verificados em termos homólogos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI