Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal cresce acima da média, mas há 13 países da UE com melhor desempenho

Em 2018, Portugal cresceu acima da média, mas houve pelo menos 13 Estados-membros com um melhor desempenho.

Comissão Europeia Bruxelas
Reuters
Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 07 de Março de 2019 às 10:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
O PIB da Zona Euro cresceu 1,8% em 2018, em termos homólogos, sendo penalizado pela travagem no segundo semestre. Este é o pior registo desde 2014 (1,4%), ano que marca o início da recuperação económica europeia. O Eurostat confirma assim esta quinta-feira, 7 de março, os valores divulgados nas estimativas anteriores.

Para 2019 a Comissão Europeia prevê um crescimento económico de 1,3%, o que a concretizar-se fará deste ano o pior desde a recuperação económica da Zona Euro.

Os dados divulgados hoje permitem comparar os números finais da variação homóloga do PIB de cada Estado-membro no ano passado. Apesar disso, é preciso ressalvar que fora desta análise continuam oito países da União Europeia para os quais ainda não há dados finais: é o caso da Grécia, Bulgária, Irlanda, Chipre, Luxemburgo, Malta, Polónia e Finlândia, segundo o Eurostat. Ou seja, esta comparação é feita com 20 países.

Dentro deste universo, Portugal - que registou um crescimento de 2,1%, acima da média da Zona Euro - está na parte inferior da tabela. Em 2018, houve 13 países da União Europeia com melhor desempenho e seis países com pior desempenho do que a economia portuguesa.

Há alguns países com que é possível fazer uma comparação direta com Portugal, apesar das diferenças na estrutura da economia. É o caso da República Checa, que tem uma população semelhante a Portugal (mas um PIB mais baixo), que cresceu 3% no ano passado, e da Hungria, que também tem uma população semelhante (mas um PIB mais baixo), que cresceu 4,9%. Ambos os países estão fora da Zona Euro. 

Já a Suécia (também fora da Zona Euro), que tem uma população semelhante (mas um PIB maior), cresceu 2,3% em 2018, ligeiramente acima do desempenho económico de Portugal. 

Por outro lado, a Bélgica, que tem uma população semelhante (mas um PIB maior), cresceu menos do que a economia portuguesa: 1,4%, abaixo da média europeia. 

À semelhança da Bélgica, as maiores economias da Zona Euro, que são também as mais desenvolvidas, tendem a registar crescimentos percentuais mais baixos. Foi o caso da Alemanha (1,4%), de França (1,5%) e da Itália (0,9%), o que foi determinante para puxar para baixo a média de crescimento da Zona Euro.
Ver comentários
Saber mais Zona Euro PIB economia crescimento económico Eurostat
Mais lidas
Outras Notícias