Conjuntura Portugal com o terceiro défice externo mais elevado da União Europeia

Portugal com o terceiro défice externo mais elevado da União Europeia

A União Europeia chegou a Maio com um excedente externo, com apenas sete países em défice entre os 28 estados-membros. Entre estes está Portugal, que fechou o mês em análise com o terceiro défice externo mais elevado.
Portugal com o terceiro défice externo mais elevado da União Europeia
Pedro Elias
Sara Antunes 20 de julho de 2016 às 10:39

O saldo da conta corrente da União Europeia foi excedentário em 10,5 mil milhões de euros, em Maio, revelam os dados do Eurostat divulgados esta quarta-feira, 20 de Julho. Este valor representa uma queda do excedente face ao mês anterior, período em que o excedente atingiu os 12,9 mil milhões de euros. Quando comparado com o mesmo período do ano passado, o excedente externo aumentou 11,7%.

 

A contribuir para a redução do excedente entre Abril e Maio esteve o segmento de serviços, cujo excedente diminuiu 16%, enquanto o de bens aumentou 8%, atenuando assim a queda.

 

Por países, o Eurostat divulgou dados de 20 estados, faltando apurar dados de oito países: Irlanda, Espanha, Croácia, Chipre, Países Baixos, Áustria, Suécia e Reino Unido. Entre os 20 países cujos dados são conhecidos, apenas sete registaram défices. O maior foi reportado por França (4,17 mil milhões de euros), seguido pelo da Bélgica (950 milhões de euros) e pelo de Portugal (940 milhões de euros).

 

Portugal é assim o terceiro país com um défice mais elevado, tendo aumentado significativamente face a Abril, mês em que se situou em cerca de 40 milhões de euros. Já quando comparado com o período homólogo, Lisboa vê o défice externo aumentar face aos 630 milhões registados então.

 

Do lado oposto está a Alemanha, com um excedente da conta corrente de 17,5 mil milhões de euros, seguida da Itália com um excedente de 3,19 mil milhões. Em terceiro lugar, entre os 20 estados-membros com dados disponíveis, está a Dinamarca (1,41 mil milhões de euros).

De realçar que os dados divulgados pelo Eurostat são em valores nominais, não revelando qual o valor em percentagem do PIB. Este último só é conhecido nos períodos de final de trimestre.

(Correcção: Notícia corrigida às 12:17. No quinto parágrafo em vez de "défice externo diminuir", deve ler-se "aumentar")

(Notícia actualizada às 12:17 com a introdução do último parágrafo)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI