Conjuntura Poupança da Zona Euro estabiliza em máximos de 2010

Poupança da Zona Euro estabiliza em máximos de 2010

A taxa de poupança dos cidadãos da Zona Euro fixou-se nos 13% no terceiro trimestre de 2019. Em Portugal, a taxa foi de 6,2% no mesmo período.
Poupança da Zona Euro estabiliza em máximos de 2010
Russell Boyce/Reuters
Tiago Varzim 14 de janeiro de 2020 às 11:04
A taxa de poupança dos cidadãos europeus baixou ligeiramente de 13,1% no segundo trimestre para 13% no terceiro trimestre de 2019, estabilizando num nível que não atingia desde 2010, segundo os dados divulgados pelo Eurostat esta terça-feira, 14 de janeiro.

Durante a crise, a poupança média na Zona Euro reduziu-se ligeiramente, chegando a registar valores na casa dos 11%. A seguir recuperou e no ano passado voltou à casa dos 13% no segundo trimestre e lá manteve-se no terceiro trimestre. Os dados são ajustados de sazonalidade.

A taxa de poupança corresponde à divisão entre a poupança bruta e o rendimento bruto. Em termos estatísticos, a poupança é definida como a parte do rendimento disponível que não é utilizada para consumo.

Os 13% a nível europeu contrastam com os 6,2% estimados para a taxa de poupança em Portugal no mesmo trimestre. Ou seja, estes números sugerem que a poupança dos portugueses é metade da taxa dos europeus, mas para tirar conclusões é preciso esperar pelos dados por país do Eurostat onde pode haver ajustes. 

No ano passado, em setembro, algumas melhorias nas estatísticas europeias e nacionais levaram à revisão de vários indicadores, nomeadamente a taxa de poupança. No caso de Portugal, a taxa foi revista significativamente em alta.

Os dados finais serão publicados a 28 de janeiro pelo gabinete de estatísticas europeu.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI