Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Produção industrial na Zona Euro regista contração histórica de 17,1% em abril

A produção no setor industrial entre os 19 países que compõem a Zona Euro afundou em abril deste ano.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 12 de Junho de 2020 às 10:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A produção industrial na Zona Euro teve uma queda mensal de 17,1% em abril, o que representa a maior contração desde que há registo, segundo o Eurostat. 

O instituto de estatística da União Europeia justifica esta drástica redução com as medidas de confinamento que entraram em vigor neste mês, nos países em análise, que tiveram um grande impacto na produção de muitas fábricas, que acabaram por encerrar de forma temporária. 

A produção de bens de consumo caiu 28,9%, de bens de capital desceu 26,6% e a de bens intermédios contraiu 15,6%. Bens de consumo não duradouro viram a sua produção contrair 11,9% e bens energéticos 4,8%. 

Se alargarmos o espectro para os 27 países que compõem a União Europeia a queda é ligeiramente maior: 17,3% no mesmo período. 

Estas são as maiores contrações mensais registadas desde o início pelo Eurostat, muito superiores às quedas de 3% e 4% verificadas em 2008 e 2009, na altura da grande crise financeira.    

Em termos homólogos, o volume da queda é superior, com a produção industrial a contrair 28% na Zona Euro e 27,2% na União Europeia, superando também as maiores reduções de sempre. 

O índice de produção industrial caiu em todos os Estados-membros, com as maiores quedas a registarem-se na Hungria (-30,5%), Roménia (-27,7%) e Eslováquia (-26,7%). A queda em Portugal foi ligeiramente superior à média da Zona Euro e da União Europeia. 
Ver comentários
Saber mais Eurostat Zona Euro União Europeia economia negócios e finanças macroeconomia indústria e produtos químicos economia (geral)
Outras Notícias