Conjuntura Queda da actividade económica em Novembro foi a mais baixa em 18 meses

Queda da actividade económica em Novembro foi a mais baixa em 18 meses

Indicadores do Banco de Portugal apontam para uma melhoria da economia portuguesa. O consumo privado também está a cair menos.
Queda da actividade económica em Novembro foi a mais baixa em 18 meses
Nuno Carregueiro 21 de dezembro de 2012 às 13:02

Os Indicadores de Conjuntura hoje revelados pelo Banco de Portugal apontam para uma melhoria da economia portuguesa na recta final deste ano, embora permaneça ainda em terreno negativo.

 

O indicador coincidente mensal para a evolução homóloga tendencial da actividade económica caiu 0,8% em Novembro, o que compara com a descida de 1,3% verificada em Outubro.

 

A descida verificada no mês passado é a mais branda desde Maio do ano passado, mês em que o indicador caiu 0,7%. Desde Agosto do ano passado até Agosto deste ano este indicador tinha recuado sempre a um ritmo homólogo acima de 2%, pelo que o abrandamento verificado nos últimos meses (-1,8% em Setembro, -1,3% em Outubro e -0,8% em Novembro) apontam para uma recuperação da economia portuguesa.

 

Os dados revelados pelo Banco de Portugal referentes ao consumo privado também apontam para uma recuperação. O indicador coincidente mensal para a evolução homóloga tendencial do consumo privado baixou 4,3% em Novembro, uma queda menos branda do que a verificada no mês anterior (caiu 4,5% em Outubro). A descida do consumo foi a mais baixa desde Agosto do ano passado.

 

A confirmarem-se estes dados, a economia portuguesa voltará a recuperar nos últimos três meses do ano, depois de ter aprofundado a recessão no terceiro trimestre, período em que o PIB recuou 3,5% face ao trimestre homólogo e 0,9% contra os três meses anteriores.

 

As perspectivas da troika apontam para uma quebra do PIB de cerca de 3% este ano e de 1% em 2013.




Marketing Automation certified by E-GOI