Contratos da semana Contratos da semana: Nova ala pediátrica do São João vai custar 26,7 milhões de euros

Contratos da semana: Nova ala pediátrica do São João vai custar 26,7 milhões de euros

Ajuste direto com a empresa Casais tem um prazo de execução de 18 meses. No dia da assinatura do contrato, a ministra Marta Temido referiu que a obra iria custar 25 milhões.
Contratos da semana: Nova ala pediátrica do São João vai custar 26,7 milhões de euros
Lusa
João D'Espiney 27 de setembro de 2019 às 14:44

A empreitada de construção da nova ala pediátrica do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, vai custar 26,7 milhões de euros (21,7 milhões mais 4,9 milhões em IVA) e tem um prazo de execução de 18 meses.

De acordo com o contrato publicado esta semana no portal Base dos contratos públicos, esta unidade hospitalar irá pagar 4,6 milhões este ano, 18,4 milhões no próximo ano e 4,6 milhões em 2021.

O contrato foi celebrado por ajuste direto com a empresa Casais - Engenharia e Construção.

A 30 de Agosto, na cerimónia de assinatura do contrato por ajuste direto com a empresa Casais - Engenharia e Contrução, a ministra da Saúde, Marta Temido, congratulava-se com o cumprimento do calendário estabelecido em outubro de 2018 para a construção da ala pediátrica, e anunciava que o orçamento para a empreitada tinha sido reforçado, passando de 22,5 para 25 milhões de euros.

Esta semana fonte daquela unidade hospitalar disse à Lusa que o estaleiro para a obra da nova ala deveria ser "montado no final desta semana ou no início da próxima".

A nova ala pediátrica, que ficará ligada ao edifício principal, terá cinco pisos e mais dois subterrâneos e capacidade para 98 camas.
 

Há dez anos que o hospital tem um projeto para construir uma ala pediátrica. Em 2015, o então primeiro ministro Passos Coelho, chegou a participar na cerimónia de lançamento da primeira pedra mas a obra nunca chegou a avançar e o serviço acabou por ser prestado em contentores.

Já com o atual governo, foi anunciado várias vezes o início das obras mas nunca se concretizaram. A 13 de abril de 2018, o ministro Adalberto Campos Fernandes chegou a afirmar que os procedimentos para avançar com a construção da nova ala pediátrica seriam desbloqueados num prazo de duas semanas.

"O dinheiro está disponível, mas há questões de tramitação processual, que penso que em uma semana ou duas semanas estarão em condições para que os procedimentos formais possam ser lançados", afirmou o ministro no final de uma cerimónia para anunciar investimentos no Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).


Foi só no início de julho deste ano que o Centro Hospitalar anunciou o fim do internamento de crianças em 36 contentores e referiu que estas estruturas, provisórias há cerca de 10 anos, seriam desmontadas.

OUTROS CONTRATOS

Na última semana foram publicados 2.871 contratos de empreitadas de obras e de aquisição de bens e serviços no poral Base, no valor global de 236,9 milhões de euros. Deste total, 1.448 contratos foram por ajuste direto (101,3 milhões de euros) e 359 por concurso público (96 milhões de euros).


OS 10 MAIORES CONTRATOS DA SEMANA



Câmara de Matosinhos vai gastar mais de 100 mil euros em iluminações de Natal
A câmara municipal de Matosinhos vai gastar 99,9 mil euros (mais IVA) na aquisição de iluminações de Natal na cidade este ano.

O contrato, publicado esta semana no portal Base, foi assinado com a empresa Luz Única Unipessoal após concurso público, e tem um prazo de execução até ao dia 7 de fevereiro do próximo ano.


O valor contratualizado para o Natal deste ano é idêntico ao que foi gasto o ano passado.


Ministra do Mar compra aparelhos de ar condicionado por 18,1 mil euros
O Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral gastou 18,1 mil euros (mais IVA) na aquisição de aparelhos de ar condicionado para o gabinete da ministra do Mar em Algés.

O contrato, assinado no dia 13 de maio por ajuste direto com a empresa Termosul - Projetos e Instalações, só foi publicado esta semana no portal Base.

O documento é omisso quanto ao número de aparelhos que foram adquiridos.

O Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral (GPP) tem por missão apoiar a definição das linhas estratégicas, das prioridades e dos objetivos das políticas do "Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural" (MAFDR) e do "Ministério do Mar" (MMar) e coordenar, acompanhar e avaliar a sua aplicação, bem como assegurar a sua representação no âmbito comunitário e internacional e prestar o apoio técnico e administrativo aos gabinetes dos membros do governo e aos demais órgãos e serviços integrados no MAFDR/MMar.

Câmara de Olhão compra sistema de videovigilância por 59,9 mil euros
A câmara municipal de Olhão decidiu comprar uma sistema de videovigilância para instalar na cidade.

contrato, assinado no dia 20 de agosto com a empresa Alldomotics após concurso público, tem um prazo de execução de 45 dias.

 
A autarquia liderada por António Pina pretende proceder à instalação de 24 câmaras em três das principais artérias de Olhão: as avenidas 5 de Outubro e da República e a rua do Comércio.

Viana do Castelo paga 165 mil euros em estadias para rodagem de filme
A câmara municipal de Viana do Castelo vai pagar 165 mil euros, mais IVA, em alojamento hoteleiro para os membros da equipa de produção que está a trabalhar na rodagem do filme e série "Sombra - Uma Mãe Sabe".

O contrato, assinado com a empresa Turilima - Empreendimentos Turísticos do Vale do Lima após concurso público, abrange 2.663 estadias em quarto single e refeições entre os dias 16 de setembro e 24 de novembro. 

O filme é inspirado na história trágica de Rui Pedro, a criança de 11 anos que desapareceu em 1998 de Lousada e que nunca foi encontrada. Esta é apenas uma das várias histórias sobre miúdos desaparecidos que serviram de inspiração para o novo filme português. 

NOTA

"Contratos da semana" é uma rubrica semanal do Negócios. Todas as sextas-feiras, o leitor poderá ficar a saber os principais procedimentos de aquisição de bens e serviços e empreitadas de obras públicas dos organismos e entidades da Administração Central, Local, Regional e do Sector Empresarial do Estado que foram publicados no portal Base na última semana. Mais do que concluir se o dinheiro dos contribuintes está ou não a ser bem aplicado, o objetivo desta nova rubrica é dar uma ideia aos leitores sobre as áreas e o valor das despesas do dia-a-dia dos nossos serviços públicos, destacando sempre os 10 procedimentos contratuais mais elevados e alguns dos contratos mais curiosos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI