Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Agência do Medicamento prossegue na quarta-feira reunião sobre vacina da Moderna

"As discussões da AEM sobre a vacina da Moderna contra a covid-19 não irão terminar hoje à noite. Vão continuar quarta-feira", indica-se num comunicado da agência, com sede em Amesterdão.

Reuters
Lusa 04 de Janeiro de 2021 às 22:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A Agência Europeia de Medicamentos (AEM) indicou hoje que só irá pronunciar-se sobre a vacina da farmacêutica Moderna contra a covid-19 depois de mais consultas, que serão retomadas ao longo da semana em curso.

"As discussões da AEM sobre a vacina da Moderna contra a covid-19 não irão terminar hoje à noite. Vão continuar quarta-feira", indica-se num comunicado da agência, com sede em Amesterdão.

O regulador europeu, ao anunciar para hoje uma reunião extraordinária do Comité de Medicamentos para Uso Humano, indicou que poderia concluir as discussões em torno da vacina da farmacêutica norte-americana.

A reunião poderia significar a conclusão da avaliação à vacina desenvolvida pela farmacêutica Moderna, o que permitiria à Comissão Europeia (CE) autorizar uma licença condicional ao uso do fármaco no território europeu.

A continuação das discussões prosseguirá quarta-feira para que os especialistas tenham mais tempo para analisar os dados clínicos e de laboratórios postos à sua disposição pela farmacêutica norte-americana.

Se se chegar a uma conclusão positiva, a vacina da Moderna será a segunda a receber "luz verde" dos investigadores da União Europeia (UE), depois da aprovação, a 21 de dezembro passado, do fármaco desenvolvido pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech, que está a ser utilizada no espaço europeu desde a semana passada.

O comité tem também aberto desde 1 de dezembro do ano passado dois processos de revisão em tempo real das vacinas desenvolvidas pela farmacêutica Janssen, filial da norte-americana Johnson & Johnson e da Universidade de Oxford, e da Astrazeneca, embora nenhuma delas tenha solicitado uma autorização condicional para uso do medicamento na UE.

Apesar de a AEM insistir nas dificuldades em definir um cronograma para anunciar as conclusões científicas sobre um fármaco, dado que depende em grande parte dos dados disponíveis e da rapidez com que a farmacêutica responde às perguntas do comité, a agência necessitou até agora de várias semanas para dar "luz verde" a uma vacina contra a covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.843.631 mortos resultantes de mais de 85 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Ver comentários
Saber mais Moderna AEM Agência Europeia de Medicamentos UE saúde
Outras Notícias