Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estudo mostra que 6% da população inglesa foi infetada com covid-19

As taxas de infeção são muito distintas tendo em conta a zona do país, destacando-se a capital Londres, onde a taxa de infeção atinge 13%, mais do dobro da média do país.

A falta de colaboração entre os países será muito prejudicial para o turismo e para os empregos.
Stephanie Lecocq/EPA
Negócios jng@negocios.pt 13 de Agosto de 2020 às 13:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Um estudo efetuado com mais de 100 mil pessoas no Reino Unido mostra que a taxa de infeção com o novo coronavíruss é bem mais elevada do que mostram os casos confirmados.

Segundo este estudo, que o primeiro-ministro Boris Johnsonn diz ser o maior efetuado até agora em todo o mundo, cerca de 3,4 milhões de pessoas em Inglaterra contraíram o vírus, o que representa cerca de 6% da população.

As taxas de infeção são muito distintas tendo em conta a zona do país, destacando-se a capital Londres, onde a taxa de infeção atinge 13%, mais do dobro da média do país. Variam também em função da raça e condições sociais da população, sendo que os negros, asiáticos e outras minorias étnicas estão entre os mais vulneráveis, com uma probabilidade três vezes superior de contrair covid-19.

O estudo conduzido pelo Imperial College foi efetuado com cerca de 100 mil pessoas, que entre 20 de junho e 13 de julho efetuaram um teste em suas casas para avaliar se tinham anticorpos.

As conclusões do estudo podem ser relevantes nas próximas decisões a adotar pelo Governo britânico no combate à pandemia. O Reino Unido é o país europeu com mais mortes e registou a recessão mais forte da região no segundo trimestre.

Ver comentários
Saber mais Covid-19 coronavírus Inglaterra
Outras Notícias