Coronavírus Mapa: Quais os concelhos com mais casos de covid-19 por mil habitantes

Mapa: Quais os concelhos com mais casos de covid-19 por mil habitantes

A média nacional é de 2,94 casos de covid-19 por mil habitantes, mas existem 53 concelhos acima deste valor e dois com quatro vezes maior incidência. Veja como é a situação no seu concelho.Mapa:

(Em cima pode ver a evolução por concelho em Portugal, num mapa elaborado pelo Negócios com base nos dados avançados até 22 de maio pela DGS e nas estatísticas de população do INE)

A propagação da covid-19 em Portugal varia consideravelmente consoante a região, sendo que existem 53 concelhos onde o número de casos por mil habitantes supera a média nacional. E a grande maioria destes municípios situam-se no Norte. Verifica-se também que mesmo entre os concelhos com mais população a incidência não é homogénea.

Até 22 de maio, os 30.200 infetados registados em Portugal correspondiam a 2,94 casos por milhar de habitantes. Mas, por exemplo, na Área Metropolitana do Porto esse valor subia para 5,35 casos por mil residentes, enquanto na Área Metropolitana de Lisboa ficava abaixo da média nacional, nos 2,61 infetados por cada mil pessoas.

Existem ainda casos específicos de concelhos com menor população mas que registam valores bastante elevados de incidência. É o caso de Ovar, que apresenta 12,03 casos por mil habitantes, e de Vila Nova de Foz Côa (11,01). Em Ovar, onde o surto levou a uma cerca sanitária, foram contabilizados 651 casos num município com cerca de 54 mil residentes. Já em Foz Côa, os 72 casos reportados ocorreram num lar de idosos, o que, tendo em conta a população do município (6.541) coloca a incidência em 11 casos por mil habitantes.

Existem 96 concelhos com menos de um caso por mil habitantes, excluindo os municípios onde o total de testes positivos é inferior a três e para os quais a Direção-Geral de Saúde (DGS) não fornece dados.

Olhando para o mapa, verifica-se que o Sul do país foi bastante menos atingido, contando com dezenas de concelhos onde o número de casos foi inferior a três.

Centros urbanos com maior incidência

Os grandes centros urbanos apresentam, por regra, índices de casos por milhar de habitantes mais elevados. Mas alguns concelhos bastante populosos nos arredores de Lisboa e Porto, por exemplo, ficam abaixo da média nacional.

Entre os 23 municípios com mais de 100 mil habitantes 13 apresentam valores superiores à média de Portugal, de 2,94 casos por mil pessoas. Deste lote, Matosinhos (7,21), Maia (6,72) e Braga (6,59) são os com maior incidência. Já o Funchal (0,25), Leiria (0,64) e Setúbal (0,72) têm menos de um caso por mil habitantes.

Na Área Metropolitana do Porto seis dos 17 concelhos registam mais de seis casos por mil habitantes, sendo que no município do Porto esse valor é de 6,21. E apenas Arouca (1,92) e Póvoa de Varzim (2,43) ficam abaixo da média portuguesa. A Área Metropolitana do Porto representa 33,3% dos 27.627 casos que a DGS reporta por concelho, apesar da sua população ser apenas 16,8% do total de Portugal.

Quanto à Área Metropolitana de Lisboa, entre os 18 municípios existem apenas três acima da média nacional: Lisboa (4,15), Loures (3,65) e Amadora (3,40). Verifica-se também que na Margem Sul do Tejo a incidência é menor, com três concelhos abaixo de um caso por mil pessoas: Palmela (0,37), Sesimbra (0,56) e Setúbal (0,72). A Área Metropolitana de Lisboa (AML) tem um peso de 26,9% dos casos identificados geograficamente pela DGS, sendo que a população da AML é 27,7% da população do país.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI