Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal sai do "quadrado verde" após subida do R(t) em dia com mais 663 casos

Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 663 casos de covid-19 e mais 3 vítimas mortais da doença.

Alexandre Azevedo
Rita Faria afaria@negocios.pt 07 de Abril de 2021 às 14:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

Desde ontem foram confirmados em Portugal mais 663 casos de pessoas infetadas pela covid-19, depois dos 874 contágios reportados na terça-feira, mostra o relatório da Direção Geral de Saúde (DGS) revelado esta quarta-feira, 7 de abril.

Os números de ontem foram inflacionados pelo facto de terem sido incluídos na contabilização 599 notificações laboratoriais positivas que reportam ao fim de semana.

No que respeita aos óbitos, foram confirmadas mais 3 vítimas mortais da doença, depois das 2 reportadas ontem.

O número de novos casos conhecido esta quarta-feira traduz um aumento de 7,3% em relação aos valores de há uma semana (618) e, excetuando o número de ontem (distorcido pela inclusão de dados do fim-de-semana), é o mais elevado desde 17 de março (673).

O número de casos acumulados desde o início da pandemia subiu para 825.031 enquanto os óbitos aumentaram para um total de 16.890.

Com os números conhecidos esta quarta-feira, a média diária de novos casos dos últimos sete dias subiu para 473, o número mais alto desde 23 de março.

O relatório da DGS dá conta também de que há agora mais 757 recuperados da doença, num total de 782.294.  

Assim, os casos ativos, que são calculados subtraindo ao total de casos confirmados os doentes recuperados e os óbitos, baixaram em 97, para 25.847.



Para efeitos da matriz definida pelo Governo para acompanhar o processo de desconfinamento, a incidência aumentou, sendo agora de 64,3 casos por 100 mil habitantes em 14 dias (62,5 casos considerando apenas Portugal Continental) enquanto o R(t) subiu para 1,01 (1,02 considerando apenas o Continente).

Com este índice de transmissibilidade, Portugal saiu assim do "quadrado verde" definido pelo governo como área de segurança, apesar de não ter ultrapassado os 120 casos por 100 mil habitantes, o outro critério definido para a exclusão desta área. Apesar disso, o primeiro-ministro António Costa sublinhou que uma subida do R(t) ligeiramente acima de 1 não significaria que o processo de desconfinamento teria de ser travado.

Internamentos baixam os 500 pela primeira vez desde setembro

O número de pacientes internados com covid-19 baixou pelo segundo dia consecutivo, tendo-se fixado abaixo dos 500 pela primeira vez desde setembro do ano passado.

Há agora menos 16 pessoas internadas, num total de 488, o número mais baixo desde 18 de Setembro de 2020 (465).

No que respeita aos casos mais graves, de doentes internados em unidades de cuidados intensivos, são agora mais 3, num total de 116.

Óbitos voltam a limitar-se a Lisboa e Vale do Tejo

Tal como ontem, todos os óbitos registados limitaram-se à região de Lisboa e Vale do Tejo, que somou mais 262 casos de contágio. Foi seguida pelo Norte, com 182, pelo Centro, com 71, Algarve com 46, Açores com 42, Alentejo com 32 e Madeira com 28.

Ver comentários
Saber mais Covid-19 coronavírus DGS boletim diário
Outras Notícias