Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novos casos subiram 125% para o nível mais alto em um mês com inclusão de reportes do fim-de-semana

Foram contabilizados em Portugal mais 874 casos de covid-19 nas últimas 24 horas e mais 2 vítimas mortais da doença. O forte aumento do número de infeções explica-se, em grande medida, pelo atraso na integração de 599 notificações laboratoriais positivas que reportam ao fim de semana.

Os especialistas que participaram na reunião do Infarmed continuam preocupados com a pressão sobre o SNS.
Alexandre Azevedo
Rita Faria afaria@negocios.pt 06 de Abril de 2021 às 14:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

Nas últimas 24 horas foram identificados em Portugal mais 874 casos de covid-19, uma forte subida face às 159 infeções reportadas ontem, segundo o relatório da Direção Geral de Saúde, divulgado esta terça-feira, 6 de abril. O aumento explica-se, em grande medida pelo atraso na integração de 599 notificações laboratoriais positivas que reportam ao fim de semana, explica a autoridade de saúde. 

Ainda assim, o número de casos reportado hoje é o mais elevado desde 6 de março (1.007) e traduz uma subida de 125% face às 388 infeções confirmadas há uma semana.

No que respeita aos óbitos relacionados com o novo coronavírus, foram confirmadas mais 2 vítimas mortais – o valor mais baixo desde 30 de março - depois das 6 reportadas na segunda-feira.

O número de casos acumulados desde o início da pandemia subiu para 824.368 enquanto os óbitos aumentaram para um total de 16.887.

Com os números conhecidos esta segunda-feira, a média diária de novos casos dos últimos sete dias subiu para 466, o número mais alto desde 23 de março.

Numa nota mais positiva, o relatório da DGS dá conta de que há agora mais 894 recuperados da doença, num total de 781.537.  

Assim, os casos ativos, que são calculados subtraindo ao total de casos confirmados os doentes recuperados e os óbitos, baixaram em 22, para 25.944.

 

Para efeitos da matriz definida pelo Governo para acompanhar o processo de desconfinamento, a incidência baixou, sendo agora de 62,8 casos por 100 mil habitantes em 14 dias (60,9 casos considerando apenas Portugal Continental) enquanto o R(t) subiu de 0,97 para 0,98 (subindo de 0,97 para 1,00 no Continente). Este índice de transmissibilidade refere-se a quarta-feira, 31 de março.

Portugal continua com folga confortável no "quadrado verde" no que diz respeito à incidência, embora o índice que mede a transmissibilidade já esteja no limite. Para sair do verde é necessário que a incidência supere os 120 casos ou que o R(t) supere 1. A DGS só atualiza os dados do R(t) três vezes por semana: segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira (neste dia com mais detalhe ao nível regional).

Internamentos em mínimos de 19 de setembro

Depois de dois dias de aumentos, o número de pacientes internados com covid-19 voltou a descer.

São agora menos 32 pessoas, num total de 504, o número mais baixo desde 19 de setembro (497).

No que respeita aos casos mais graves, de doentes internados em unidades de cuidados intensivos, há mais uma pessoa, que eleva o total para 113.

LVT com 36% dos casos e 2 óbitos

As duas vítimas mortais confirmadas nas últimas 24 horas foram em Lisboa e Vale do Tejo, onde foram identificados 317 novos casos, 36% do total do país. Seguiu-se o Norte, com 273 novos casos, o Centro com 140, o Alentejo com 57, os Açores com 37, a Madeira com 32 e o Algarve com 18.

Ver comentários
Outras Notícias