Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Teletrabalho incentivado em junho para pessoas de risco e pais com filhos na escola

O Governo quer manter em teletrabalho os pais que tenham filhos em idade escolar e os grupos de risco, adianta o Expresso. Para os restantes passam a aplicar-se as regras normais, ou seja, terá de haver acordo entre o trabalhador e a entidade patronal, mas a recomendação deverá ser que regressem por turnos.

António Costa
Negócios jng@negocios.pt 28 de Maio de 2020 às 09:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O Governo aprova esta sexta-feira em Conselho de Ministros as novas regras para o teletrabalho, que até agora tem vindo a ser obrigatório sempre que a atividade em causa o permita. António Costa tinha já avançado que a partir de 1 de junho se aplicaria a regra geral, de que que para haver teletrabalho seria preciso o acordo entre a empresa e o trabalhador, mas, segundo o Expresso, haverá duas exceções.

Por um lado quem tenha filhos em idade escolar, na medida em que só as creches estarão abertas na próxima semana. Por outro, os trabalhadores de risco. Aí, a ideia do Governo será de manter os incentivos a que permaneçam em casa, escreve o jornal.

Além disso, haverá uma recomendação às empresas no sentido de que sejam desenhados turnos para o regresso sempre que seja possível o teletrabalho, desde logo nos meses de junho e de julho.

O objetivo, adianta o Expresso, será a preparação de metodologias que possam vir a ser aplicadas no inverno perante a eventualidade de um novo surto de covid-19, evitando-se assim o confinamento total.
Ver comentários
Saber mais Governo Conselho de Ministros António Costa teletrabalho covid-19
Outras Notícias