Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lei da Programação Militar prevê 40 milhões iniciais para compra de aviões KC-390

O ministro da Defesa Aguiar-Branco admitiu que a decisão de compra dos aviões KC-390 poderá acontecer em 2015.

Miguel Baltazar
Lusa 04 de Fevereiro de 2015 às 13:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

A decisão de compra dos aviões KC-390, para a Força Aérea, pode avançar em 2015 e que a Lei de Programação Militar (LPM) prevê 40 milhões de euros para pagamentos iniciais.

 

José Pedro Aguiar-Branco falava numa audição na comissão parlamentar de Defesa para discutir na especialidade as leis de programação militar e de infra-estruturas militares.

 

O governante adiantou que o Ministério da Defesa aguarda que o fabricante, a Embraer, apresente uma proposta de preço e sobre as capacidades das aeronaves e que "não há condições neste momento para tomar uma decisão".

 

"O que é importante é que há condições para que eventualmente em 2015 se tome uma decisão do ponto de vista político e financeiro", afirmou Aguiar-Branco.

 

A Marinha está a avaliar a compra de um navio polivalente logístico (NPL) à França que poderá custar cerca de 80 milhões de euros, anunciou José Pedro Aguiar-Branco, ministro da Defesa, no Parlamento, onde esteve a falar da Lei de Programação Militar (LPM) e da Lei de Programação de Infra-estruturas Militares (LPIM)

 

Questionado pelo deputado do PSD André Pardal sobre a eventual compra do NPL "Sirocco", Aguiar-Branco revelou que a compra de um navio construído de raiz "é inviável" pelo seu custo elevado, à volta dos 400 milhões de euros, e que a Armada "está a avaliar que outros programas podem servir de vasos comunicantes" neste negócio, que vai exigir "realocação de verbas".

Ver comentários
Saber mais defesa aguiar-branco lei programação militar
Outras Notícias