Economia Portugal e Irlanda dispensados da redução dos juros cobrados nos empréstimos à Grécia

Portugal e Irlanda dispensados da redução dos juros cobrados nos empréstimos à Grécia

Portugal e a Irlanda, os países actualmente sob programa de ajuste, não vão participar na redução das taxas de juro cobradas nos empréstimos à Grécia enquanto estiverem a receber assistência financeira.
Lusa 27 de novembro de 2012 às 01:17
O acordo sobre a Grécia alcançado hoje na reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), em Bruxelas, inclui uma "descida de 100 pontos base da taxa de juro imposta à Grécia nos empréstimos concedidos". O acordo estipula ainda que os Estados-membros sob programa, ou seja, Portugal e a Irlanda, "não vão participar nos cortes das taxas de juro enquanto estiverem a receber assistência financeira".

Os principais credores dos gregos acordaram também a extensão da maturidade dos empréstimos por 15 anos, e por 10 anos o prazo para a Grécia pagar os juros dos empréstimos.

O compromisso alcançado na reunião do Eurogrupo - a terceira no espaço de três semanas, e que se prolongou por mais de 12 horas, terminando já de madrugada - prevê medidas com vista à redução da dívida grega para 124% do PIB até 2020 e o acordo político para o desembolso de uma tranche de 43,7 mil milhões de euros em Dezembro.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI