Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos responde a Costa: emigrantes já podem voltar

O período oficial de campanha ainda não começou, mas os partidos já se fizeram à estrada. Entre almoços e visitas, Costa e Passos trocaram provocações. Emigração jovem e justiça foram os principais temas.

Correio da Manhã
Liliana Borges LilianaBorges@negocios.pt 15 de Setembro de 2015 às 22:34
  • Partilhar artigo
  • 29
  • ...
O secretário-geral do PS disse esta terça-feira, 15 de Setembro, durante o almoço com empresários promovido pela Associação Industrial Portuguesa (AIP), que Portugal necessita de um clima de estabilidade política e voltou a sustentar a tese da necessidade de uma maioria absoluta.

No mesmo dia, o actual primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, reagiu ao apelo de António Costa no regresso dos jovens emigrantes, ironizando com as declarações de Costa, através da sustentação de que o regresso dos emigrantes é agora possível graças às políticas de emprego e crescimento económico que tem vindo a ser desenvolvidas pelo Governo.


Durante o almoço com a AIP e a Confederação da Indústria Portuguesa, Costa pediu ainda "condições de estabilidade para os parceiros sociais e para os agentes económicos" através de "novas formas de governação e diálogo político, acabando com esta permanente lógica de confrontação", cita a Lusa.

O líder socialista acredita que uma das prioridades das empresas portuguesas deve assentar nos custos de contexto e com o funcionamento do sistema de justiça. "Costumava dizer que o sistema de justiça precisava de um engenheiro de sistemas a dirigir o Ministério de Justiça. Agora, não queria mesmo que alguém interpretasse que ando à procura de um engenheiro de sistemas para ministro da Justiça. Não ando e, portanto, não direi a graça", disse o líder socialista.

Passos reage

Já em Portalegre, num outro almoço que também contou com a presença de empresários, Passos Coelho sublinhou os números do emprego do segundo trimestre de 2015 que registaram o maior crescimento face ao trimestre anterior, de acordo com os dados do Eurostat. "É caso para dizer: agora até o doutor António Costa já pode convidar os jovens portugueses que emigraram a regressarem a Portugal porque nós já estamos a criar emprego para que isso seja possível", ironizou.

Também Paulo Portas, durante o seu discurso, convidou a uma comparação entre Jaime Silva, ministro da Agricultura do Governo de José Sócrates e a actual ministra, Assunção Cristas: "perguntem aos agricultores, se eles tiverem dúvidas quanto ao voto", desafiou o líder do CDS-PP.

Durante a terça-feira, os candidatos do PSD/CDS-PP estiveram em "Maratona", nome atribuído pela coligação Portugal à Frente (PàF) à habitual campanha pela estrada, marcando presença nos distritos de Évora e Portalegre e com Portas a visitar os distritos da Guarda e Castelo Branco. Hoje, a comitiva da coligação PàF estará por Lisboa.

Já os candidatos socialistas desdobraram-se ao longo do país, passando pelas cidades de Águeda, Ovar, Aveiro, Leiria, Setúbal, Santarém e Bragança. Entre os candidatos em campanha pelas ruas de Lisboa esteve o antigo líder socialista Ferro Rodrigues. 

Ver comentários
Saber mais PS António Costa Pedro Passos Coelho Paulo Portas política
Outras Notícias