Economia O dia num minuto: Draghi no Conselho de Estado, a ruptura no BPI e as críticas de Juncker

O dia num minuto: Draghi no Conselho de Estado, a ruptura no BPI e as críticas de Juncker

Marcelo convidou e Draghi aceitou. O líder do BCE vai estar no Conselho de Estado de 7 de Abril. O CaixaBank anunciou a ruptura com Isabel dos Santos e Juncker criticou a passividade da Europa nas questões do terrorismo.
O dia num minuto: Draghi no Conselho de Estado, a ruptura no BPI e as críticas de Juncker
Reuters
Negócios 24 de março de 2016 às 20:00

Draghi no Conselho de Estado. Mario Draghi vai estar, a convite de Marcelo Rebelo de Sousa, no primeiro Conselho de Estado que vai presidir. O encontro, que também contará com Carlos Costa, decorre dentro de duas semanas, a 7 de Abril. "O Presidente da República convidou o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, para apresentar uma exposição ao Conselho de Estado sobre a situação económica e financeira europeia, convite que foi aceite", indica o comunicado presente no site oficial da Presidência.

 

CaixaBank rompe com Isabel dos Santos. O CaixaBank e Isabel dos Santos romperam as negociações para encontrarem uma solução para o problema de excesso de concentração de riscos em Angola.
"O CaixaBank informa que não se conseguiram reunir as condições necessárias para alcançar um acordo com a Santoro Finance", adianta a instituição catalã em comunicado ao supervisor da bolsa de Espanha. Em reacção, fonte próxima dos interesses angolanos adiantou que Isabel dos Santos tem "total disponibilidade e abertura" para negociar com o CaixaBank e que tem em mente "o bem do BPI e do sistema financeiro português".

Juncker critica passividade face ao terrorismo. Jean-Claude Juncker, criticou a passividade dos Estados-membros da União face ao terrorismo. Citado pelo El País, o presidente da Comissão Europeia diz que "o problema existe há anos. Se os Estados-membros tivessem aplicado os planos que aprovámos [depois dos ataques de Novembro em Pairs] não estaríamos como estamos". Juncker afirma mesmo que com um maior compromisso europeu perante o fenómeno do terrorismo talvez "não estivéssemos ante acontecimentos tão trágicos".


Vice brasileiro cancela vinda a Portugal. O vice-presidente brasileiro, Michel Temer, cancelou a deslocação a Portugal prevista para a próxima semana, durante a qual deveria participar num encontro com vários membros da oposição ao Governo de Brasília, incluindo defensores da destituição da Presidente Dilma Rousseff. O cancelamento da presença no Seminário Luso-Brasileiro de Direito foi avançado pelo jornal Folha de São Paulo, que cita os assessores de Temer, segundo os quais o vice de Dilma ficará no Brasil para liderar a reunião do seu partido marcada para o mesmo dia, 29 de Março, e onde se definirá se o PMDB (aliado do Partido dos Trabalhadores no Executivo) abandona ou não o Governo de Rousseff.

 

Prejuízos da Oi aumentaram 21,4%. A Oi fechou 2015 com um prejuízo de 5,3 mil milhões de reais (1,3 mil milhões de euros) mais 21,4% que o resultado líquido negativo registado em 2014. A operadora brasileira, da qual a Pharol é a maior accionista com 27,5% do capital, explica os resultados com imparidades, nomeadamente nos activos de África, onde está incluída a angolana Unitel. A dívida líquida da operadora, uma das principais dores de cabeça da operadora, subiu 24,8% para 38,1 mil milhões de reais (9,4 mil milhões de euros).

 

Vai haver recurso no caso dos "swaps". O Tribunal Comercial de Londres aceitou o pedido de recurso das empresas públicas de transportes relativo à decisão de considerar os "swaps" contratados junto do SantanderTotta como válidos. O tribunal londrino considerou, a 4 de Março, que os nove "swaps" feitos entre a Metro de Lisboa, Metro do Porto, Carris e STCP eram válidos, o que obrigaria, no imediato, ao pagamento dos cupões em atraso destes instrumentos, que se situam em 273 milhões de euros.

Morreu Johan Cruyff. O antigo futebolista Johan Cruyff morreu aos 68 anos, vítima de cancro, informou o site oficial do jogador holandês. "No dia 24 de Março de 2016, Johan Cruyff morreu depois de ter lutado contra um cancro. É com grande tristeza que pedimos que respeitem a privacidade da família durante o período de luto", lê-se no comunicado publicado no site do antigo futebolista. Cruyff era visto como uma das maiores lendas do futebol internacional, tendo-se destacado pelo Ajax, Barcelona e pela selecção da Holanda. No total, o antigo jogador marcou mais de 300 golos em mais de 500 jogos. Como treinador, o holandês passou também pelo Ajax e pelo Barcelona.

Défice de 2015 ficou em 4,4%. O défice orçamental de 2015 terá ficado em 4,4% do PIB, avançou o Instituto Nacional de Estatística (INE). O valor inclui o impacto da operação de recapitalização e venda do Banif no final de 2015 que, segundo o INE, terá custado aos cofres públicos equivalente a 1,4% do PIB, um valor mais elevado que o esperado até agora. 

Karadzic condenado a 40 anos de prisão. Radovan Karadzic foi sentenciado a 40 anos de prisão pelo Tribunal Penal Internacional, que tem sede em Haia, depois de ter sido considerado culpado do genocídio de Srebrenica em 1995 e de mais nove crimes de guerra e contra a humanidade em várias regiões da ex-Jugoslávia. O ex-líder dos sérvios bósnios, actualmente com 70 anos, foi considerado culpado de 10 das 11 acusações que sobre ele pendiam.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI