Zona Euro À frente nas sondagens, Cinco Estrelas disponível para coligação com Renzi

À frente nas sondagens, Cinco Estrelas disponível para coligação com Renzi

A coligação liderada por Berlusconi é vista como a mais forte, mas isolado é o Movimento Cinco Estrelas que lidera as sondagens. Os inquéritos mostram que ninguém conseguirá governar em Itália sem coligações. E o Movimento Cinco Estrelas já está a contar armas.
À frente nas sondagens, Cinco Estrelas disponível para coligação com Renzi
Reuters
Sara Antunes 25 de fevereiro de 2018 às 16:28

É já no próximo domingo, 4 de Março, que os italianos vão às urnas. As sondagens mostram que o partido com mais votos será o Movimento Cinco Estrelas, mas não chegará para governar. O seu líder, Luigi Di Maio, já estará a preparar terreno para tentar formar uma "grande coligação", segundo a publicação italiana La Stampa, citada pela Bloomberg.

 

O líder do Cinco Estrelas está a trabalhar num "contrato de governo", tal como o que foi acordado na Alemanha, com vista a formar uma "grande coligação", revelou o jornal italiano, que cita uma conversa que Luigi Di Maio terá tido com a sua equipa.

 

As últimas sondagens, publicadas até ao dia 17 de Fevereiro – dia a partir do qual se inicia o período de "blackout" em Itália sendo proibida a publicação de sondagens – dão a vitória a este movimento anti-sistema, com 26,3% das intenções de voto, segundo a CNBC.

 

Esta percentagem de votos está longe de ser suficiente para que o partido consiga governar, pelo que será necessário conseguir acordos para atingir uma maioria. E, de acordo com a imprensa italiana, o Cinco Estrelas terá afastado um cenário destes com o centro-direita, liderado por Silvio Berlusconi.

 

Assim, o plano que estará em cima da mesa é tentar um acordo com o PD, liderado por Matteo Renzi, ex-primeiro-ministro. As sondagens dão a este partido cerca de 21%.

 

Já o Forza Itália, de Berlusconi, consegue 15,9% das intenções de voto. Os seus aliados Liga Norte e Irmãos por Itália terão 14,8% e 5% dos votos, respectivamente. Um outro aliado, Nós por Itália, deverá conseguir um pouco menos do que 2%. Tudo somado, estes partidos conseguirão 37,5% dos votos. Se as sondagens forem confirmadas e estes partidos conseguirem fechar um acordo de governo, Berlusconi poderá voltar a liderar o país.

 

A CNBC salienta, contudo, que está tudo em aberto, já que as sondagens revelam que 30 a 35% dos eleitores estão indecisos, uma percentagem muito elevada e que poderá ditar um resultado eleitoral bem diferente.

Os italianos, que já tiveram mais de 60 governos desde a Segunda Gerra Mundial, vão eleger 630 membros para a Câmara dos Deputados e 315 membros para o Senado.




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Ciifrão 26.02.2018

Os italianos gostam de circo, como no tempo do Império Romano, vão ser enganados.

Alentejano 26.02.2018

o Berlusconi irá ganhar metade dos indecisos tal como com Trump apenas não admitem que irão votar nele porque temem a conotação de racista/deploraveis que a esquerda radical decidiu chamar a todos os que não votam neles ou seja metade de 35%... ele vai sacar uns 25% dos votos sozinho + os aliados!

Antunes 25.02.2018

Berlusconi nunca será de novo PM porque está inibido por sentença judicial. Informem-se!

General Ciresp 25.02.2018

Oh minha rica Sara agora tambem ao domingo ha bolsa?Longe vao os tempos em q o domingo era dia de missa e futebol futebol apenas.Na Italia vai la1caldeirada de partidecos recheados de politikicos nunca antes visto.Temos a casalinho para trazer a gerigonca na crista da onda,os italianos o chikinho dr

ver mais comentários
pub