Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acordo à vista entre PSD e António Costa

A bancada do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa (AML) e o presidente António Costa estão reunidos, à margem da reunião plenária, para chegarem a um acordo sobre o valor do empréstimo a contratualizar entre a autarquia e a Caixa Geral de Depósitos e dis

Susana Domingos sdomingos@negocios.pt 04 de Dezembro de 2007 às 18:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bancada do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa (AML) e o presidente António Costa estão reunidos, à margem da reunião plenária, para chegarem a um acordo sobre o valor do empréstimo a contratualizar entre a autarquia e a Caixa Geral de Depósitos e dissipar a "ameaça de crise política" que pairava sobre a capital.

A presidente da AML, Paula Teixeira da Cruz, suspendeu há minutos os trabalhos para que as partes se sentem à mesa das negociações. Em declarações aos jornalistas, à margem da reunião da AML que decorre no fórum Lisboa, António Costa disse estar disposto a "resolver já hoje" a polémica em torno do valor do empréstimo municipal.

Nesse sentido, o presidente da CML assumiu que está disposto a alterar a sua proposta – no valor de 500 milhões de euros -  se os sociais-democratas derem "luz verde" a um empréstimo faseado: 360 milhões de euros para pagar de imediato aos credores, e mais 40 milhões que ficaria como um fundo de segurança.

Se o PSD votar em bloco contra a proposta de António Costa, o empréstimo de 500 milhões de euros fica congelado. Perante este cenário, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa já disse ponderar todas as "soluções", até a demissão. No entanto, convém relembrar que a demissão de António Costa e dos vereadores socialistas não precipita obrigatoriamente um cenário de eleições antecipadas, uma vez que o PS não tem maioria no Executivo, mesmo com o apoio de Sá Fernandes, vereador eleito nas listas do Bloco de Esquerda.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias