Conjuntura Actividade económica e consumo privado crescem ao ritmo mais baixo de um ano

Actividade económica e consumo privado crescem ao ritmo mais baixo de um ano

A actividade económica continua a crescer, mas o ritmo deste aumento está a diminuir. E isto já acontece há cinco meses, de acordo com os dados do Banco de Portugal. O consumo privado também está a dar sinais de abrandamento.
Actividade económica e consumo privado crescem ao ritmo mais baixo de um ano
Paulo Duarte
Sara Antunes 16 de fevereiro de 2018 às 11:23

O indicador de actividade económica cresceu 2,4% em Janeiro, quando comparado com o mesmo período do ano passado, revelou esta sexta-feira, 16 de Fevereiro, o Banco de Portugal. Este é o ritmo mais lento do crescimento da actividade económica desde Fevereiro de 2017.

 

Além de ser o mais lento do último ano, representa também o quinto mês consecutivo de abrandamento. Algo que corrobora as perspectivas para a economia nacional, já que o crescimento do produto interno bruto (PIB) tem vindo a abrandar. No último trimestre do ano passado, o PIB cresceu 2,4%, o que corresponde a um abrandamento face aos trimestres anteriores.

 

E as previsões apontam para que este ano a economia abrande o seu ritmo de crescimento. Depois de o PIB ter aumentado 2,7% em 2017, registando a maior expansão desde 2000, as estimativas apontam agora para que a economia portuguesa cresça entre 2,3% e 2,4% em 2018.

 

Já no que toca ao consumo privado, o indicador revelado pelo Banco de Portugal aponta também para uma travagem no crescimento. O consumo cresceu 2%, o menor aumento desde Janeiro do ano passado.

 






pub