Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Actividade económica estabilizada há dois meses

No arranque do terceiro trimestre, em Julho, a actividade económica estabilizou. Em Agosto, repetiu-se a estabilidade no crescimento da economia portuguesa.

Pedro Elias
Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 18 de Outubro de 2018 às 11:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A economia portuguesa continuou a crescer em Agosto a um ritmo estável. Este é o segundo mês em que o indicador da actividade económica estabiliza, depois de ter diminuído em Maio e Junho. Já o indicador do clima económico, com base nas opiniões dos agentes, diminuiu em Setembro após ter atingido máximos de 2002. 

"O indicador de actividade económica estabilizou em Julho e Agosto, após ter diminuído nos dois meses anteriores", adianta o Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quinta-feira, dia 18 de Outubro, referindo ainda que "o indicador de clima económico diminuiu em Setembro, tendo registado em Julho e Agosto o valor máximo desde maio de 2002".

Caso a economia continue a crescer de forma estável, a meta do Governo deverá ser alcançável. De acordo com os cálculos do Negócios, a revisão em alta do crescimento económico no primeiro semestre faz com que o PIB já não precise de acelerar na segunda metade do ano para que se verifique uma variação anual de 2,3%. O gabinete de estatística reviu em alta o crescimento do PIB do primeiro trimestre de 2,1% para 2,2% e o do segundo trimestre de 2,3% para 2,4%. 

Os dados, para já, indicam que essa é a trajectória que a economia está a tomar. Tal acontece com um contributo mais positivo por parte do consumo, especialmente bens duradouros, e com a desaceleração do investimento, onde houve um contributo positivo menos expressivo das componentes de construção e de máquinas e equipamentos.

Quanto a sectores, segundo o INE, "em termos reais, observou-se uma diminuição do índice de produção da indústria e uma ligeira aceleração no caso da construção". 

Ver comentários
Saber mais Síntese económica de conjuntura economia PIB produto interno bruto Portugal
Outras Notícias