Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Agência de "rating" chinesa coloca dívida de Portugal sob perspectiva "estável"

A Dagong reviu em alta a perspectiva para a dívida portuguesa de "negativa" para "estável", considerando que as condições de financiamento estabilizaram e que algumas reformas estruturais já estão a produzir efeito.

1 de Abril de 2011-  Fitch corta 'rating' de Portugal em três níveis para próximo de 'lixo', de 'A-' para 'BBB-'. Quatro dias depois a Moody’s reduz a notação financeira do país para Baa1 e admite voltar a cortar.
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 09 de Fevereiro de 2015 às 12:17
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

A agência de notação financeira chinesa, Dagong, reviu em alta a perspectiva para a dívida de portuguesa de "negativa" para "estável", de acordo com uma nota de análise publicada a 3 de Fevereiro.

 

Na nota de análise a agência explica que a melhoria da perspectiva – que sugere que o "rating" de Portugal não deverá ser alvo de alterações nos próximos meses – está relacionada com o facto de o alívio das condições de crédito e as reformas estruturais estarem a proporcionar um ambiente estável. Além disso, o programa de compra de dívida anunciado pelo Banco Central Europeu (BCE) também deverá ajudar Portugal.

 

A Dagong salienta que as reformas estruturais "alcançaram alguns resultados iniciais", salientando a melhoria no mercado de trabalho. A política monetária que está a ser implementada, a reforma fiscal e os preços mais baixos da energia devem ajudar a economia nacional no curto prazo, defende a agência que aponta para que a economia cresça 1,2% em 2015 e 1,5% no próximo ano.

 

Mas nem tudo são boas notícias. A dívida portuguesa deverá aumentar para 133,8% do produto interno bruto (PIB), este ano, e para 134,0% no ano que vem. As necessidades de financiamento deverão aumentar para 18,5% do PIB em 2015 e diminuir para 17% no próximo ano. Além disso, Portugal só deverá registar "crescimentos moderados no longo prazo", o que vai dificultar a redução do endividamento, estima a Dagong.

 

Estas questões justificam a manutenção da nota de "rating" de "BB", uma classificação que reflecte a visão de que Portugal pode ter dificuldade em cumprir as obrigações que tem perante os credores de forma "inadequada".

 

A Dagong colocou o "rating" de Portugal em "BB" em Setembro de 2013, não tendo desde então revisto a notação financeira do país.

Ver comentários
Saber mais rating Dagong notação financeira Portugal
Outras Notícias