Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

AICCOPN diz construção vítima da política orçamental do governo

O presidente da AICCOPN, Rui Viana, considerou hoje que «a construção tem sido vítima da política orçamental» e também da «política económica prosseguida, que resultou na redução do VAB do sector da construção em quase 700 milhões de euros» e «ser directa

Rui A. S. Neves 26 de Março de 2004 às 14:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O presidente da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), Rui Viana, considerou hoje, durante o seminário «Economia da construção», que decorre na sede da organização, no Porto, que «a construção tem sido vítima da política orçamental» e também da «política económica prosseguida, que resultou na redução do VAB [Valor Bruto Acrescentado] do sector da construção em quase 700 milhões de euros» e «ser directamente responsável por 54% da queda do PIB [do sector] registado em 2003».

Nos dois últimos anos o VAB da construção teve uma queda real de 14,9%, «muito para além de qualquer sector de actividade» – acrescentando Rui Viana, durante o encontro do sector, que decorre durante todo o dia de hoje, que na UE não se encontra registo de nenhum país com esse resultado, bem pelo contrário.

«O abandono do sector está da mesma forma espelhado na sua exclusão da reserva fiscal para o investimento sob o pretexto da sua não inclusão entre os sectores de bens transaccionáveis», avançou ainda o presidente da AICCOPN, destacando ainda que «este entendimento está em contradição com o veiculado pelo ICEP no qual entre os sectores exportadores e de serviços se encontra o da construção».

Outras Notícias