Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ainda ninguém sabe quando a crise chega ao fim

Em todas as crises bancárias há sempre dois problemas a resolver: a solvência dos bancos com insuficiências nos balanços, e a falta de liquidez que abala instituições financeiras que estariam saudáveis se os tempos fossem normais.

Rui Peres Jorge rpjorge@negocios.pt 22 de Dezembro de 2008 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Em todas as crises bancárias há sempre dois problemas a resolver: a solvência dos bancos com insuficiências nos balanços, e a falta de liquidez que abala instituições financeiras que estariam saudáveis se os tempos fossem normais.



Mas na actual crise, há um terceiro problema que nunca se colocou com esta acutilância: trata-se do volume incomportável de falta de informação sobre o estado das instituições financeiras e sobre as perdas associadas aos activos tóxicos. Este continua a ser o principal obstáculo à resolução mais rápida da crise, e é por ele que a confiança não deverá regressar nos próximos meses. A ajudar está apenas a resposta rápida das autoridades.



Estas são as principais conclusões apresentadas na quinta feira por Sérgio Rebelo e João Cocco, dois professores de Finanças, num debate sobre a crise organizado pela Universidade Católica.





logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias